Delivery Much
INTERNACIONAL

Senador de Roraima diz que Venezuela não sairá de ditadura sem confronto armado

02 Mai 2019 - 14h40Por Daniel Weterman

O senador Mecias de Jesus (PRB-RR) declarou que o presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, não deixará o poder no país sem um conflito armado entre venezuelanos. "Não acredito que haverá condições de a Venezuela sair da situação que se encontra hoje, de ditadura por parte do presidente Nicolás Maduro, sem um confronto armado entre eles", disse o parlamentar durante audiência na Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional do Senado.

Para ele, o autoproclamado presidente interino Juan Guaidó "jamais assumirá a presidência daquele país se não tiver de fato as Forças Armadas".

Recursos

O senador de Roraima, Estado que faz fronteira com a Venezuela, criticou o governo do presidente Jair Bolsonaro por enviar R$ 223,853 milhões para atendimento dos venezuelanos que entram no País mas não ter enviado socorro financeiro ao Estado.

"A ajuda humanitária deveria começar pelo próprio Estado de Roraima", declarou o senador de Roraima.

Em resposta, o senador Flávio Bolsonaro (PSL-RJ) disse que a ajuda aos venezuelanos auxilia, consequentemente, a população de Roraima.

Premix Concreto

Matérias Relacionadas

Política

Biden vai pedir quarentena a passageiros internacionais

Ele pediu ainda o uso de máscaras em transportes entre os estados
Saúde

Weg integra grupo que fará doação para nova usina de oxigênio ao Amazonas

O grupo fará uma doação para o programa Unidos Contra a Covid-19 no valor de R$ 1,6 milhão, referente a uma usina de produção de oxigênio, que deverá dar suporte aos hospitais públicos da região
Weg integra grupo que fará doação para nova usina de oxigênio ao Amazonas
Saúde

Vacinas da Índia devem chegar no fim da tarde de amanhã no Rio

Foram contratadas duas milhões de doses
Vacinas da Índia devem chegar no fim da tarde de amanhã no Rio
Saúde

Covid-19: Índia vai exportar doses de vacina para Brasil nesta sexta

Covid-19: Índia vai exportar doses de vacina para Brasil nesta sexta
Ver mais de Mundo