transito
Saúde

Apple Vision Pro é usado em cirurgia ortopédica em Jaraguá do Sul

Confira como foi a cirurgia

22 Abr 2024 - 10h57Por Janici Demetrio
  - Crédito: Reprodução - Crédito: Reprodução

Na semana passada, o Hospital e Maternidade Jaraguá fez uma cirurgia inédita no Brasil, com uso do Apple Vision Pro, um óculos de realidade aumentada. Foi o terceiro procedimento deste tipo no mundo. O ortopedista Bruno Gobbato utilizou o equipamento para fazer uma cirurgia de artroscopia de ombro. A paciente tinha uma lesão em um dos tendões.

O procedimento permitiu ao médico ortopedista visualizasse o interior da articulação com mais precisão, para identificar os danos e apresentar um diagnóstico mais preciso para o tratamento do problema. Além do dispositivo da Apple, o médico já havia utilizado o HoloLens, da Microsoft, para fazer cirurgias usando realidade aumentada e a presença virtual de médicos na sala de cirurgia.

Gobbato disse que o projeto começou há cerca de cinco anos, em conversa com o empresário Daniel Lunelli, quando os dois falavam sobre o uso da tecnologia na medicina e a possibilidade de utilizar os óculos de realidade aumentada da Apple, assim que a empresa norte americana lançasse o produto no mercado.

 

Agora, com parceria do empresário Daniel Lunelli, o procedimento ocorreu, pela primeira vez com este tipo de tecnologia no Brasil.

“Por ser uma tecnologia muito nova, ainda estamos entendendo como tirar o seu maior proveito”, disse o médico, lembrando de quando chegou em Jaraguá do Sul em 2010, quando este procedimento de vídeoartroscopia era visualizado numa tela de 20 polegadas.

“Hoje, já temos no Hospital Jaraguá uma tela de 4k de excelente qualidade. É inquestionável a melhora na qualidade técnica, quando lembro das cirurgias que realizavam os monitores pequenos, e agora com este novo tipo de tecnologia, não só podemos aumentar e muito o tamanho da tela de vídeo mas também nos permite a utilização de múltiplas telas com visualização de diferentes ângulos em tempo real, e isto permite a realização de cirurgias mais rápidas e muito mais precisas”, explicou.

“Para esta primeira cirurgia, o procedimento realizado foi o padrão com uma tela única convencional para que pudéssemos entender o seu potencial. Tenho certeza que essa parceria que nasceu de um ato de amizade, vamos colher frutos e levar nosso “know how” para todo o Brasil e fora! Nesses últimos dias tanto eu quanto o Daniel (Daniel Lunelli) recebemos várias mensagens de conhecidos mundo afora interessados e implementar este tipo de técnica em seus hospitais. Acredito que Jaraguá do Sul é um polo de tecnologia industrial e pode se transformar num polo de tecnologia médica”, finalizou o médico Bruno Gobbato.

Quer saber das notícias de Jaraguá do Sul e região? Participe dos nossos grupos do WhatsApp ou no Telegram

Sintonize, siga e curta a Rádio Jaraguá em todas as plataformas

Insta: @radiojaragua

Face: /fmjaragua

Site: www.diariodajaragua.com.br

Matérias Relacionadas

Saúde

Santa Catarina ultrapassa os cem casos de febre do maruim

Na região do Vale do Itapocu já são dez casos da doença
Santa Catarina ultrapassa os cem casos de febre do maruim
Saúde

Ortopedistas alertam para risco de queda de idosos; saiba como evitar

Dia Mundial de Prevenção de Quedas em Idosos é lembrado nesta segunda
Ortopedistas alertam para risco de queda de idosos; saiba como evitar
Saúde

Caropreso alerta para risco da baixa adesão à campanha de vacinação contra a pólio

"É algo que preocupa muito. Esse resultado é um desastre"
Caropreso alerta para risco da baixa adesão à campanha de vacinação contra a pólio
Geral

Hospital Jaraguá arrecada alimentos e materiais de higiene para o RS 

O objetivo é arrecadar donativos para apoiar as famílias afetadas pelas enchentes no Rio Grande do Sul, com foco especial nas crianças
Hospital Jaraguá arrecada alimentos e materiais de higiene para o RS 
Ver mais de Saúde