INTERNACIONAL

Procuradoria abre processo contra Guaidó por suposta "sabotagem elétrica"

12 Mar 2019 - 20h52

A Procuradoria Geral da Venezuela anunciou nesta terça-feira a abertura de investigação judicial contra o líder oposicionista Juan Guaidó por sua suposta ligação com um ataque ao sistema elétrico que gerou um apagão nacional que se estendeu por quatro dias. Chefe do Ministério Público, Tarek William Saab disse à imprensa que solicitou ao Tribunal Supremo de Justiça uma investigação contra Guaidó, presidente da Assembleia Nacional e autointitulado presidente interino do país.

Guaidó é reconhecido por cerca de 50 países, mas o regime do presidente Nicolás Maduro o acusa de "suposto envolvimento na sabotagem realizada no sistema elétrico nacional", segundo o procurador. Como parte das provas, Saab apresentou uma mensagem divulgada por Guaidó em sua conta no Twitter depois do início do apagão nacional, no dia 7: "A Venezuela tem claro que a luz chega com o fim da usurpação", escreveu.

O procurador-geral também disse que o líder opositor usa sua conta no Twitter para incitar a violência. A ação do procurador-geral, ex-membro do partido governista, ocorre um dia após Maduro pedir ao Judiciário que atue contra os responsáveis pelos cinco ataques sofridos nos últimos dias ao sistema elétrico. Guaidó, por sua vez, disse que há uma tentativa para levar à Justiça um "processo de perseguição" contra ele.

Autoridades venezuelanas afirmaram que, nesta terça-feira, o apagão ia diminuindo em algumas regiões do país. Ministro da Informação, Jorge Rodríguez disse que a energia estava quase completamente restaurada e que o serviço de água também estava voltando. Fonte: Associated Press.

Premix Concreto

Matérias Relacionadas

Saúde

Anvisa orienta suspensão de vacina da AstraZeneca para grávidas

Recomendação saiu em nota emitida pela agência
Anvisa orienta suspensão de vacina da AstraZeneca para grávidas
Segurança

Tiroteio deixa pelo menos 11 mortos em escola na Rússia

Mais de 30 pessoas ficaram feridas na cidade de Kazan
Geral

"Ensine seu filho que a polícia não prende criança": Sheila ingressou na PM em 2013

Na reportagem especial do Dia das Mães, as "Mulheres da Segurança" falam das alegrias e desafios da maternidade
"Ensine seu filho que a polícia não prende criança": Sheila ingressou na PM em 2013
Saúde

Diretoria da Anvisa rejeita importação e uso da Sputnik V

Compra da vacina foi solicitada por estados e municípios
Diretoria da Anvisa rejeita importação e uso da Sputnik V
Ver mais de Mundo