Dia internacional das Mulheres
INTERNACIONAL

OEA propõe reformas por eleições na Venezuela

15 Fev 2019 - 22h00

A Organização dos Estados Americanos (OEA) advertiu nesta sexta-feira que criar as condições mínimas necessárias para haver eleição imparcial na Venezuela exigirá um prazo indeterminado. Secretário para o fortalecimento da democracia da OEA, Francisco Guerrero afirmou que é fundamental a saída de Nicolás Maduro para que ocorra uma disputa eleitoral justa.

A declaração foi dada em sessão extraordinária do Conselho Permanente da OEA para analisar a crise venezuelana. "Pensar em eleições com a estrutura atual sem levar a cabo reformas urgentes e profundas não é factível nem desejável", acrescentou Guerrero.

O embaixador venezuelano na OEA, Samuel Moncada, criticou a sessão, alegando que ela ocorreu mesmo com a objeção da própria Venezuela. Foi a primeira sessão celebrada pelo Conselho Permanente desde que em 10 de janeiro foi adotada uma resolução desconhecendo o mandato de Maduro, por se considerar que ele conseguiu sua reeleição em maio passado com fraudes.

Moncada disse que somente abandonaria a vaga correspondente à Venezuela se 24 países - dois terços dos membros - votassem a favor de suspender o país sul-americano durante uma Assembleia Geral convocada para esse fim. Até o momento, os países dispostos a condenar Maduro com uma suspensão na OEA não chegam a 24. Fonte: Associated Press.

Premix Concreto

Matérias Relacionadas

Saúde

Senado aprova MP que autoriza crédito de R$ 2,5 bi para Covax Facility

A estimativa é que o Brasil obtenha 10,6 milhões de doses
Saúde

Pesquisadores desenvolvem máscara que inativa coronavírus

A ação do equipamento é devida à presença de um nanofilme de quitosana, na camada intermediária da máscara, substância derivada da casca do camarão
Saúde

Biden determina que estados priorizem vacinação de professores

Pediu ainda que os estados apliquem pelo menos uma dose de imunizante em cada educador até o fim de março.
Economia

Preços de gasolina, diesel e gás aumentam hoje nas refinarias

Litro da gasolina ficou R$ 0,12 mais caro (4,8%)
Preços de gasolina, diesel e gás aumentam hoje nas refinarias
Ver mais de Mundo