INTERNACIONAL

Edifício icônico de NY é vendido com forte prejuízo

09 Mar 2019 - 07h00

Um dos principais cartões-postais de Nova York, o edifício Chrysler está prestes a ser vendido com forte prejuízo, segundo informou o Wall Street Journal. O prédio deve encontrar um novo proprietário por US$ 150 milhões, disse o jornal, citando fonte próxima ao assunto.

Em 2008, o Mubadala, fundo de investimento de Abu Dabi, havia comprado 90% do Chrysler Building, um arranha-céu que já apareceu em dezenas de filmes, por cerca de US$ 800 milhões. Os 10% restantes foram adquiridos pela administradora Tishman Speyer.

O edifício deve agora ser repassado para uma companhia especializada em ativos imobiliários, a RFR Holdings - nem os compradores nem os vendedores comentaram as informações publicadas pelo WSJ e por outros veículos de imprensa norte-americanos ao longo do dia de ontem.

O Chrysler Building foi colocado à venda no fim de janeiro. Mas por quê, então, a venda está sendo feita por um preço tão inferior e com um prejuízo tão expressivo? Segundo fontes ligadas ao acordo, os donos do edifício são obrigados a pagar um aluguel mensal pelo uso do terreno sobre o qual a construção foi erguida.

O preço desse aluguel tem crescido rapidamente. Até o ano passado, segundo a CNN, o valor era de US$ 7,75 milhões; a obrigação foi reajustada para US$ 32,5 milhões no ano passado e vai ultrapassar a marca de US$ 40 milhões em 2028.
Além disso, os novos donos do edifício não podem fazer o que quiserem para torná-lo mais eficiente. Há restrições para o uso do Chrysler, uma vez que ele é considerado um marco cultural de Nova York. (AGÊNCIAS INTERNACIONAIS)

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Premix Concreto

Matérias Relacionadas

Esportes

Flamengo é campeão brasileiro

Rubro-Negro perde de 2 a 1, mas garante oitavo título da história
Flamengo é campeão brasileiro
Economia

Lucro da Weg cresce 48,5% no 4º trimestre, para R$ 742,2 milhões

No ano, o lucro chegou a R$ 2,340 bilhões, avanço de 45% ante o ano anterior
Lucro da Weg cresce 48,5% no 4º trimestre, para R$ 742,2 milhões
Economia

Bolsonaro sanciona projeto que dá autonomia ao Banco Central

Medida prevê mandatos para dirigentes do órgão
Bolsonaro sanciona projeto que dá autonomia ao Banco Central
Economia

Dólar tem pequena queda e fecha a R$ 5,42

Bolsa sobe 0,38% em dia de recuperação
Ver mais de Mundo