Trânsito

Vistoria do Transporte Especial de Jaraguá vai ocorrer a partir de Janeiro

Todos os veículos de Transporte Especial (escolar e fretamento) aprovados na vistoria e com a documentação correta receberão o selo de vistoria com validade, indicando que o veículo está autorizado pelo Município a realizar o serviço.

16 Dez 2019 - 18h30Por Da Redação
Vistoria do Transporte Especial de Jaraguá vai ocorrer  a partir de Janeiro - Crédito: Divulgação Crédito: Divulgação

Motoristas autônomos e empresas que executam serviço de transporte especial (escolar e fretamento) de Jaraguá do Sul estão sendo convocados para vistoria e recadastramento, no período de 27 de janeiro a 7 de fevereiro de 2020, das 8 às 11 horas e das 13 às 16 horas, na sede da Diretoria de Trânsito e Transportes (Rua Manoel Luiz da Silva, 111 – bairro Vila Nova). Na vistoria serão verificados os documentos de porte obrigatório e as condições gerais do veículo e demais itens de acordo com a Lei Municipal 3074/2002, Instrução Normativa 02/2017, Resolução Contran 504/2014.

São documentos de porte obrigatório: Alvará, Carteira Nacional de Habilitação, Certificado de Curso de Transporte de Passageiros e/ou Escolar (caso não conste na CNH), Documento do Veículo (CRLV), Seguro APP, Carteira de Condutor e Licença para Trafegar. Para o Transporte Escolar é obrigatório ainda o Laudo de Inspeção do Inmetro e Autorização do Detran.

Transporte Escolar – Aos que prestam serviço de transporte escolar, informamos que está em vigor a Resolução 504/2014 do Contran que dispõe sobre a utilização obrigatória de espelhos retrovisores, equipamento do tipo câmera-monitor ou outro dispositivo equivalente.

Recadastramento– Para os motoristas autônomos e empresas que não possuem a Carteira de Condutor e a Licença para Trafegar atualizadas, apresentar cópia dos documentos abaixo. A Carteira de Condutor e a Licença para Trafegar são documentos de porte obrigatório, sendo passível de multa a não apresentação dos mesmos em futuras fiscalizações:

Para Carteira de Condutor: Carteira Nacional de Habilitação na categoria “D” ou “E”; documento do veículo que utiliza; certidão do registro de distribuição criminal dos últimos cinco anos, em que o condutor houver residido nos últimos cinco anos; comprovante de residência (água, luz ou telefone); Certidão Negativa de Multas (não pode ter infração grave ou gravíssima, ou ser reincidente em infrações médias nos últimos 12 meses); carteira ou certificado de participação nos cursos de Transporte Coletivo de Passageiros e/ou Transporte Escolar; exame médico (ASO – acuidade visual – audiometria).

Para Licença de Autônomo para Trafegar: cópia do documento do veículo em seu nome ou com comodato para seu nome, máximo doze anos de uso; cópia da apólice do seguro APP dos veículos; certidões negativas de tributos devidos à União, ao Estado e ao Município, bem como negativa de débitos com encargos sociais junto ao INSS e FGTS; Certificado de Vistoria do Inmetro (Transporte Escolar); Autorização do Detran (Transporte Escolar).

Para Licença de Empresa para Trafegar: cópia da apólice de seguro APP dos veículos; cópia dos documentos dos veículos em nome da empresa ou com comodato para a mesma, máximo 12 anos de uso, contados a partir do ano de fabricação; cópia da Habilitação do motorista; contrato social da empresa, devidamente registrado, com as alterações que tiverem ocorrido no contrato original (no caso de Pessoa Jurídica); certidões negativas de tributos devidos à União, ao Estado e ao Município, bem como negativa de débitos com encargos sociais junto ao INSS e FGTS; Certificado de Vistoria do Inmetro (Transporte Escolar); Autorização do Detran (Transporte Escolar).

Todos os veículos de Transporte Especial (escolar e fretamento) aprovados na vistoria e com a documentação correta receberão o selo de vistoria com validade, indicando que o veículo está autorizado pelo Município a realizar o serviço.

Matérias Relacionadas

Segurança

Identificado jovem que morreu em acidente na SC 108, em Massaranduba

Motociclista chegou a ser socorrido pelos bombeiros, mas não resistiu e morreu no local do acidente.
Identificado jovem que morreu em acidente na SC 108, em Massaranduba
Segurança

Identificado motociclista que morreu na Rodovia do Arroz

A colisão ocorreu por volta das 7h15 no trecho conhecido como Rodovia do Arroz, no acesso ao município de Schroeder.
Identificado motociclista que morreu na Rodovia do Arroz
Segurança

Jovem morre em acidente na SC 108 em Massaranduba

O acidente ocorreu por volta das 7h20 no KM 45 da rodovia
Jovem morre em acidente na SC 108 em Massaranduba
Segurança

Motociclista morre em acidente na rodovia do Arroz

O acidente ocorreu por volta das 7h15 no acesso ao município de Schroeder, na entrada da Rua de Janeiro.
Motociclista morre em acidente na rodovia do Arroz
Ver mais de Trânsito