terça, 18 de junho de 2019 - 20h36
(47) 3371-1010Central (47) 3372-1010Ao Vivo
Segurança

Exoneração de delegado regional é dada como certa e manobra política gera reação de prefeitos e entidades de classe

Apuramos que o responsável pelo comando da Polícia Civil no Estado teria se recusado a assinar a exoneração, mas teria dito que seria obrigado a fazê-lo por determinação superior

22 Mai 2019 - 09h34Por Sérgio Luiz
Exoneração de delegado regional é dada como certa e manobra política gera reação de prefeitos e entidades de classe - Crédito: Divulgação Crédito: Divulgação

Tido como um profissional correto e de resultado, o delegado regional Adriano Spolaor deve deixar o comando do complexo da polícia civil na região. Ele comanda a Delegacia Regional da Polícia Civil desde 2016 e sempre manteve uma boa relação com as classes políticas e demais entidades representativas. Spolaor está a frente de projetos importantes de melhoria na estrutura física da instituição e para melhorar os atendimentos prestados à população. Como a construção da nova sede da regional da Polícia Civil e da nova estrutura que hoje tem em Guaramirim. Foi sob o seu comando que foi deflagrada a operação que desmontou a quadrilha de autoescolas que pagavam propina para os alunos serem aprovados. As investigações ainda estão em curso. 

Mas desde que mudou o comando do Governo do Estado, o cargo de Spolaor passou a ser objeto de disputa. Nunca ficou muito claro quem tem o interesse em tirá-lo da cidade nem porquê. Mas agora a decisão parece estar sacramentada e a exoneração já estaria assinada em Florianópolis. O que se diz é que a manobra política partiu do Deputado Federal Fábio Schiochet (PSL) e quem assumirá a regional é o também delegado Leandro Mioto Ramos. Em contato com o deputado Schiochet, por aplicativo de celular, questionamos se é verdade que está havendo esse movimento para mudar o comando na Regional da Polícia Civil de Jaraguá do Sul e se ele tem alguma influência nisso. A mensagem foi visualizada, mas ninguém respondeu. 

Fizemos o mesmo questionamento ao delegado Leandro Mioto, que está de férias, em São Paulo, na manhã desta quarta-feira (22), e ele nos informou que foi pego de surpresa com a citação do nome dele para o cargo.

Ainda na noite de ontem (21), confirmamos que realmente Spolaor foi chamado à Florianópolis pelo comando geral da Polícia Civil para ser comunicado da sua exoneração. Apuramos que nessa conversa o responsável pelo comando da Polícia Civil no Estado teria se recusado a assinar a exoneração, mas teria dito que seria obrigado a fazê-lo por determinação superior. Spolaor preferiu não gravar entrevista, mas confirmou que a sua exoneração deve ser publicada em breve, mas antes vai utilizar a licença prêmio que tem direito para cuidar dos pais, e depois deve deixar a cidade pois segundo ele “não há mais clima para continuar”. 

Descontentes com a forma como essa mudança ocorreu, está havendo um movimento de prefeitos e outras autoridades da região para tentar reverter a decisão. Um encontro entre lideranças políticas e empresariais ocorreu na manhã de hoje na sala de reuniões da prefeitura de Jaraguá do Sul. Pelas informações que obtivemos, participaram Prefeitos de Jaraguá, Schroeder, Massaranduba, Corupá (representante) e Guaramirim (Chefe de Gabinete)

Ao término do encontro uma carta aberta foi assinada pelos presentes, e será enviada ao governador Carlos Moisés e aos responsáveis pela segurança pública no estado. A secretária executiva da AMVALI, Juliana de Marchi destaca o conteúdo desse documento e o que foi discutido.


Quer ser o primeiro a saber das notícias de Jaraguá do Sul e Região? CLIQUE AQUI e receba direto no seu WhatsApp!

CMJS - Maio