Delivery Much
GERAL

Substitutos de Marcola vão parar em prisão federal

28 Mai 2019 - 12h00Por Marcelo Godoy

Em sigilo, o governo de São Paulo transferiu no dia 15 três presidiários que haviam assumido o comando do Primeiro Comando da Capital (PCC) em São Paulo para o Departamento Penitenciário Nacional (Depen), destaca o jornal O Estado de S. Paulo. A cúpula da facção já havia sido enviada, em 13 de fevereiro, para penitenciárias federais.

Depois disso, um triunvirato formado pelos presos Márcio Domingues Ramos, o Sombra; Valdeci Francisco da Costa, o CI (de Circuito Integrado); e Wilber de Jesus Mercês, o Pirajuí, passaram a dar as ordens na facção, substituindo no dia a dia o líder do grupo, Marco Willians Herbas Camacho, o Marcola, que hoje está em um presídio federal em Brasília.

O jornal apurou ainda que, caso novos presos sejam nomeados pela facção para substituí-los, a determinação da Secretaria da Administração Penitenciária (SAP) será também de transferi-los para o sistema prisional federal. O objetivo do titular da pasta, Nivaldo Restivo, é deixar a facção acéfala em São Paulo, impedindo que ela volte a planejar ações criminosas por meio de um comando único na cadeias paulistas.

Dois dos presos que haviam assumido a liderança da facção haviam sido investigados em 2016 durante a Operação Ethos, que atingiu 54 acusados, entre os quais 14 advogados e um dirigente do Conselho Estadual de Defesa dos Direitos da Pessoa Humana (Condepe). Trata-se de Valdeci, o CI, e de Wilber, o Pirajuí.

O primeiro planejava criar uma organização não governamental para infiltrar advogados da facção no Condepe. Autor de dois livros - um deles com relatos sobre sua vida na cadeia -, CI mantinha contato com o advogado Luiz Carlos dos Santos, vice-presidente do Condepe. Bacharel em Direito, CI era o responsável pelo setor jurídico do PCC - a chamada Sintonia dos Gravatas - e organizou a assistência judiciária do grupo assim como o auxílio funerário.

Wilber também atuava na chamada Sintonia dos Gravatas e esteve internado no Regime Disciplinar Diferenciado (RDD), na Penitenciária de Presidente Bernardes, com Marcola e outros integrantes da cúpula da facção antes de voltar para a Penitenciária 2 de Presidente Venceslau, na região oeste do Estado. A Justiça havia indeferido o primeiro pedido feito pelo Ministério Público Estadual para que CI fosse transferido em 2018 para o sistema federal.

O terceiro integrante do triunvirato do PCC era Sombra. Em 2013, quando 175 integrantes da facção - entre eles toda a cúpula do grupo - foram denunciados pelo Ministério Público por formação de quadrilha, Sombra ocupava o 19.º lugar na lista. Ele pertencia ao setor financeiro do PCC e atuava no tráfico de drogas e armas para a facção.

A inteligência da SAP detectou que Sombra, CI e Pirajuí haviam sido designados para substituir Marcola porque o isolamento dos líderes transferidos para o sistema prisional federal dificultava o processo de tomada de decisão no dia a dia da facção. O PCC teria integrantes espalhados por cinco países, além do Brasil (Guiana, Peru, Colômbia, Bolívia e Paraguai) e teria faturado no ano passado mais de R$ 400 milhões no País.

Liderança

Segundo a cúpula da SAP, os três presos foram transferidos "porque identificamos postura de liderança dentro da facção após a transferência inicial da cúpula". Eles foram designados como os representantes de Marcola em São Paulo.

Nem a Administração Penitenciária nem o Ministério Público - autor do pedido de transferência - informaram quais as provas foram encontradas para confirmar a acusação contra os três detentos. O pedido de transferência tramitou em sigilo, e a reportagem não localizou os advogados dos presos. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Premix Concreto

Matérias Relacionadas

Geral

Serra do Rio do Rastro está temporariamente interditada para obras de contenção

Serra do Rio do Rastro está temporariamente interditada para obras de contenção
Geral

Obras de arte da duplicação da BR-280 são licitadas

Cinco empreiteiras participaram do processo licitatório, que compreende as obras de arte especiais do trecho - Ponte do Portal, Viaduto do Manne e elevado no bairro Avaí
Obras de arte da duplicação da BR-280 são licitadas
Geral

Idoso de Curitiba que estava desaparecido é encontrado em Rio do Sul 

Silverinho da Silva, 69 anos, dirigia um GM/Prisma e chamou a atenção dos policiais porque estava rodando sem uma das rodas
Idoso de Curitiba que estava desaparecido é encontrado em Rio do Sul 
Geral

Pedágio virtual dos Bombeiros de Jaraguá encerra nesta sexta

Qualquer valor é bem-vindo
Pedágio virtual dos Bombeiros de Jaraguá encerra nesta sexta
Ver mais de Geral