segunda, 24 de junho de 2019 - 15h10
(47) 3371-1010Central (47) 3372-1010Ao Vivo
Casos

RS tem primeiro caso autóctone de febre chikungunya

24 Jun 2016 - 13h55
A Secretaria da Saúde do Rio Grande do Sul confirmou nesta sexta-feira (24) o primeiro caso autóctone de febre chikungunya, ou seja, contraído dentro do estado. Foi na cidade de Ibirubá, na Região Noroeste.

“Infelizmente, agora temos a circulação deste vírus no RS”, escreveu o secretário João Gabbardo dos Reis em seu perfil no Twitter.

Assim como a dengue e o vírus da zika, a chikungunya também é transmitida pelo Aedes aegypti, mosquito que se reproduz em água parada. A doença circula no país desde setembro de 2014.

A infecção pelo vírus chikungunya provoca sintomas bem parecidos com os da dengue, porém causa mais dor e tem menor índice de mortalidade. Entre os principais sintomas como dor de cabeça e muscular, náusea e manchas avermelhadas na pele. A infecção viral também pode provocar febre acima de 38,5 graus, de início repentino.

Mortes por Influenza no RS passam de 140
No mesmo boletim divulgado nesta sexta (24), a Secretaria Estadual da Saúde detalhou também os números sobre a gripe no estado. A pasta informou que já são 143 óbitos por Influenza neste ano. Somente em Porto Alegre são 24 mortes.

Outras cidades gaúchas que já registraram óbitos são Caxias do Sul, Montenegro, Canoas, São Gabriel, Santa Maria, Santa Rosa, Sapiranga do Sul.

 

 

G1
Odontocop - Maio