GNet
Pesquisa

Pesquisa identificou a presença do vírus Zika no cérebro de bebês

16 Fev 2016 - 08h10
Pesquisa da Pontifícia Universidade Católica (PUC) do Paraná identificou a presença do vírus Zika no cérebro de bebês que nasceram com microcefalia, malformação em que o bebê nasce com crânio com tamanho menor que o normal.

As análises foram feitas com amostras de tecidos de fetos que morreram por complicações da doença no Nordeste do país e foram cedidas pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz).

O vírus é capaz de ultrapassar a placenta da mãe. Neste carnaval, as pesquisas, feitas em regime de urgência, encontraram o vírus em duas amostras do tecido cerebral dos bebês, exatamente em pontos com inflamações. Antes, no fim de 2015, o laboratório já havia comprovado que inflamações na placenta da gestante eram causadas pelo vírus Zika.
GNet

Matérias Relacionadas

Saúde

Guaramirim entrega primeiros aparelhos a pacientes com problemas auditivos

Através de um credenciamento, o município está realizando consultas para avaliação do paciente com especialista e também está adquirindo os aparelhos auditivos, para os casos onde há necessidade.
Guaramirim entrega primeiros aparelhos a pacientes com problemas auditivos
Geral

Bananalama de 2022 já tem dada pré-programada

A informação é de Eduardo Appel, diretor da empresa Arsenal, promotora do evento
Bananalama de 2022 já tem dada pré-programada
Geral

Defesa Civil de Jaraguá segue em estado de atenção por causa da chuva

No acumulado das últimas 72 horas, choveu 61 milímetros. A partir dos 100 milímetros, o município entra em estado de alerta
Defesa Civil de Jaraguá segue em estado de atenção por causa da chuva
Saúde

Hospital São José vai administrar o PA de Corupá a partir de novembro

Assinatura do contrato ocorreu na semana passada
Hospital São José vai administrar o PA de Corupá a partir de novembro
Ver mais de Geral