Unimed - Capa
Geral

MÉDICOS: Profissionais cobram recursos humanos para a saúde em SC

16 Out 2012 - 17h37

Médicos, servidores da saúde, autoridades e pacientes deram as mãos em frente à emergência do hospital Infantil Joana de Gusmão, na manhã de terça-feira (16), em Florianópolis em mais um Abraço à Saúde Catarinense. O evento organizado pelo Conselho Superior das Entidades Médicas de Santa Catarina (COSEMESC) teve como objetivo alertar para a necessidade de contratação urgente de profissionais para as unidades públicas do Estado.


Em junho deste ano, logo após o primeiro Abraço à Saúde, o governo catarinense comprometeu-se em agilizar a contratação de profissionais para amenizar os problemas nas unidades de saúde. Porém, apesar de concurso público vigente, poucos funcionários efetivamente iniciaram as atividades na rede pública estadual. Com isso, as escalas de trabalho continuam com problemas, os profissionais estão sobrecarregados e o cidadão catarinense continua a sofrer com a espera por atendimento e a realização de cirurgias.

"Fazemos novamente o apelo direto ao governador de quem esperamos agilidade na contratação de mais profissionais para as unidades de saúde. Até o momento a situação foi amenizada somente no hospital Regional de São José. Precisamos ter uma resposta para por exemplo, abrir os 80 leitos que estão fechados no hospital infantil, para amenizar a situação dos profissionais que estão na escala com apenas um médico e com equipes de profissionais reduzidas. Nossos pacientes e os servidores da saúde merecem mais. O governador do catarinense comprometeu-se em fazer mais", afirma o presidente do Sindicato dos Médicos, Cyro Soncini.

De acordo com entrevistas do secretário estadual de Saúde no primeiro semestre de 2012, faltam aproximadamente dois mil profissionais na rede pública de Santa Catarina e até agora nem a metade foi chamada. "Recursos humanos fazem parte do alicerce que move a saúde e sem eles não há como o sistema funcionar. O governo divulgou mês passado o Pacto para a Saúde. Excelente! Mas quem irá mover essa engrenagem?", questiona o presidente do Sindicato.

O coordenador do COSEMESC e presidente do Conselho Regional de Medicina (CREMESC), Vicente Pacheco de Oliveira enfatiza que a falta de profissionais é um assunto grave e as entidades médicas continuarão atentas e em busca de solução. "São inaceitáveis as condições em que estão nossos hospitais. Vamos permanecer vigilantes até que esta situação seja resolvida. A saúde precisa ser prioridade em Santa Catarina", afirma.

 

O Abraço à Saúde Catarinense integra o calendário de ações da Semana do Médico, que inclui a suspensão de atendimento a planos de saúde sem acordo com o COSEMESC até o dia 19 de outubro, sexta-feira. 

Matérias Relacionadas

Geral

Cartórios já podem autenticar documentos por meio digital

Certificação de cópias passa a ser de forma online
Cartórios já podem autenticar documentos por meio digital
Geral

Equipamentos públicos prestam assistência às mulheres vítimas de violência

Os profissionais dos Creas auxiliam as mulheres vítimas de violações de direitos com encaminhamentos e orientações referentes a serviços de Saúde, Educação, Defensoria Pública, Jurídicos e outros que forem necessários
Equipamentos públicos prestam assistência às mulheres vítimas de violência
Geral

Chuva provoca alagamentos em Guaramirim; Veja fotos

Choveu mais de 124 milímetros na madrugada, causando alagamentos em diversos bairros.
Chuva provoca alagamentos em Guaramirim; Veja fotos
Geral

Caminhão pega fogo na SC 108 em Massaranduba

Ninguém se feriu
Caminhão pega fogo na SC 108 em Massaranduba
Ver mais de Geral