Eleições 2020
INSS

Governo vê economia de R$ 139 mi ao ano após cortar 8.442 auxílios-doença

19 Out 2016 - 11h33
O governo cancelou 8.442 auxílios-doença, o que representa 77,5% dos cerca de 10,8 mil que passaram pelo pente-fino do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) até o último sábado (15), segundo o Ministério do Desenvolvimento Social e Agrário.

Com isso, o governo espera que sejam economizados R$ 139 milhões por ano. Os cortes foram por causa de irregularidades na concessão dos benefícios, de acordo com o ministério.

Os números fazem parte do primeiro balanço oficial do pente-fino e foram divulgados na segunda-feira (17) pelo secretário-executivo do ministério, Alberto Beltrame. O início da revisão completou um mês.
Os primeiros auxílios-doença que passaram pelo pente-fino são dos mais jovens. O INSS convocou dois lotes até agora: o primeiro de pessoas até 39 anos e o segundo de 40 a 45 anos.


Uol Noticias

Matérias Relacionadas

Santa Catarina

Governadora interina, Daniela Reinehr conclama união da sociedade catarinense

O objetivo, segundo Reinehr, é criar um clima de harmonia para ajudar Santa Catarina a superar o período de instabilidade política
Governadora interina, Daniela Reinehr conclama união da sociedade catarinense
Economia

Confiança da construção cresce 3,7 pontos em outubro, diz FGV

Índice atingiu 95,2 pontos, em uma escala de zero a 200 pontos
Confiança da construção cresce 3,7 pontos em outubro, diz FGV
Geral

CNJ quer estimular leitura e esporte para ressocializar presos

Proposta contempla redução da pena de presos já condenados
CNJ quer estimular leitura e esporte para ressocializar presos
Geral

Denúncias de cartão de crédito consignado sem solicitação aumentam no Procon

Aposentados e pensionistas podem registrar reclamação por meio de agendamento no 3275-3237
Ver mais de Geral