Imobiliária Coralli
Geral

Catarinense ganha dois ouros e bate dois recordes nas Olimpíadas Escolares - 15 a 17 anos

28 Nov 2012 - 13h12

O atleta Felipe Leal, 17 anos, da escola Paulo Zimermann, de Rio do Sul, conquistou nesta terça-feira (27) duas medalhas de ouro e bateu dois recordes nas Olimpíadas Escolares - 15 a 17 anos, que ocorrem até o dia 8 de dezembro, em Cuiabá (MT). Pela manhã, Felipe venceu a disputa do lançamento do disco e à tarde, a prova do arremesso do peso.  


Medalha de prata nas Olimpíadas Escolares - 15 a 17 anos em 2011 no lançamento do disco, Felipe agora vinha credenciado para levar o ouro nas duas provas. Afinal, no Campeonato Sul-Americano de Atletismo Menores, realizado em Mendoza, na Argentina, no final de outubro, ele foi campeão na prova de arremesso do peso e prata no lançamento do disco. Além disso, nos Jogos Mundiais Escolares, em julho, na Itália, venceu o arremesso do peso e bateu o recorde da prova de lançamento do disco com 55,64m.

No lançamento do disco, pela manhã, a primeira colocação estava garantida - e com boa vantagem - até o penúltimo lançamento.  A melhor marca dele era de 52m34cm, que garantia-lhe o ouro. Insatisfeito, apesar da melhor marca, antes do último lançamento, ele prometeu ao chefe da delegação catarinense Ademar Silva que ainda chegaria aos 56m.

E precisaria, porque na última oportunidade seu principal adversário fez 52m95 e com a marca ficaria com o ouro, e Felipe mais uma vez com a prata. Ao riosulense só restava se superar. E conseguiu. Lançou o disco a 56m86 e comemorou muito - aos berros e correndo na pista de atletismo sob lágrimas e aplausos de atletas, integrantes do Comitê Olímpico Brasileiro (COB) e da delegação catarinense. "Dava pra fazer mais, mas eu estava tenso, não estava concentrado e não conseguia encaixar o lançamento", explicou depois da prova. Felipe quebrou o recorde do disco que era de outro atleta riosulense, Felipe Lorenzon, estabelecido em 2010 em Goiânia. "Quando entrei nas OE, ele bateu o recorde", lembrou o novo recordista, que tem como melhor índice o lançamento de 57m78.

À tarde, Felipe ainda ganhou o ouro e fez a nova marca para o arremesso do peso das Olimpíadas Escolares. Fez o índice de 19m01cm e deixou o paulista Rogério Sousa na segunda colocação, com 17m45cm. Felipe deixa assim seu nome escrito na competição, afinal não poderá mais disputá-la por chegar ao limite da idade. Para 2014, seus planos visam principalmente o Sul-Americano e o Pan de Atletismo Juvenis.

Nesta terça-feira, além dos dois ouro de Felipe, o atletismo Santa Catarina ainda ganhou ouro nos 100m masculino e feminino, com Jonatan Rodrigues e Tamiris de Liz; prata nos 110m com barreiras feminino, com Daiane Rohveder, e nos 10m com barreiras masculino, com Daniel Rocha; e bronze nos 110m com barreiras feminino, com Debora Gomes, no salto em distância feminino, com Letícia Melo, de 15 anos, e no salto em distância masculino, com Jean Carlos Barbosa, 16 anos.


Santa Catarina está representada nas Olimpíadas Escolares por 162 atletas de 31 cidades e 71 escolas estaduais, municipais e particulares. Os catarinenses disputam as modalidades de atletismo, basquete, ciclismo, futsal, handebol, judô, natação, taekwondo, tênis de mesa, vôlei de quadra e de praia e xadrez, todos no masculino e no feminino, além da ginástica rítmica feminina.  No ano passado, na competição realizada em Curitiba, Santa Catarina conquistou 46 medalhas ( 14 de ouro, 14 de prata e 18 de bronze), além de quatro troféus de primeiro lugar.

Maior e mais importante competição estudantil do país, as Olimpíadas Escolares são organizadas e realizadas pelo COB em parceria com o Ministério do Esporte e confederações olímpicas. O governo do Estado, por intermédio da Fesporte, fornece a todos os integrantes da delegação catarinense passagens terrestres, agasalho completo com duas camisetas, além de atendimento fisioterápico, complementação alimentar, como cereais e frutas, e água mineral e suco para hidratação.

 

Matérias Relacionadas

Economia

Abertura de empresas cresce, enquanto fechamento recua em 8 meses

Os dados foram apresentados na última quinta-feira (17) no Mapa das Empresas
Abertura de empresas cresce, enquanto fechamento recua em 8 meses
Saúde

Cientistas regeneram cartilagem que facilita movimentos

Eles usaram sinais químicos para orientar o crescimento das células-tronco esqueléticas à medida em que as lesões na cartilagem cicatrizam
Cientistas regeneram cartilagem que facilita movimentos
Geral

Setor de turismo lança Guia do Viajante Responsável

Manual traz medidas de prevenção ao novo coronavírus
Setor de turismo lança Guia do Viajante Responsável
Economia

Confiança do empresário industrial cresce pelo quinto mês consecutivo

Indicador está 3,1 pontos abaixo do registrado antes da pandemia
Confiança do empresário industrial cresce pelo quinto mês consecutivo
Ver mais de Geral