Unimed - Capa
Geral

ANÁLISE: Cresce em agosto o número de famílias endividadas

05 Set 2012 - 18h08

Índice de endividamento tem a maior alta do ano chegando a 2,2%. O crescimento é reflexo do cenário da economia mundial que propícia o endividamento com as facilidades de crédito oferecidas pelos bancos e financiadoras, os parcelamentos possibilitados pelas lojas, são tentações comuns que acabam ganhando os consumidores. Segundo a Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor (Peic) realizada pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), a alta foi a terceira consecutiva registrada em 2012, elevando o número de famílias com dívidas para 59,8%.


Em muitos casos, as dívidas vão ganhando uma proporção inesperada e acabam saindo do orçamento mensal. As famílias acabam caindo, então, no percentual de inadimplência que, de acordo com a pesquisa, é de 21,3%, um leve avanço no comparativo com o mês anterior, que registrava 21%. Algumas ainda conseguem se recuperar. No entanto, o índice da CNC comprovou que 7,1% das famílias não têm condições de pagar as dívidas em atraso.

Impossibilitados de efetuar o pagamento, os consumidores passam a se "afundar" em dívidas com os altíssimos juros cobrados. Os valores geram um somatório que, muita vezes, vem acrescido de cobranças indevidas. É aí, segundo o especialista em direito bancário, Dr. Luciano Duarte Peres, que está o grande problema. "Como o valor da dívida vai se elevando com a cobrança de juros sobre juros, o consumidor acaba não se apegando aos débitos e não percebe a existência de cobranças indevidas", conta Peres.

Nesses casos, verificada qualquer irregularidade, o consumidor deve notificar imediatamente o Banco Central pela área de ouvidoria no site oficial (www.bc.gov.br). "É importante ficar atento aos valores cobrados, pois a ocorrência de práticas abusivas é comum. O consumidor deve, não só reclamar, como exigir a devolução do valor em dobro, com juros e correções, conforme determina o Código de Defesa do Consumidor (CDC)", reforça o advogado. Ao BC cabe a obrigatoriedade de averiguar as inconformidades e, no caso de confirmação da cobrança indevida, aplicar advertência ou multa.


Assessoria de imprensa - Karyna Pereira | Júlia Hoebel

Matérias Relacionadas

Geral

Cartórios já podem autenticar documentos por meio digital

Certificação de cópias passa a ser de forma online
Cartórios já podem autenticar documentos por meio digital
Geral

Equipamentos públicos prestam assistência às mulheres vítimas de violência

Os profissionais dos Creas auxiliam as mulheres vítimas de violações de direitos com encaminhamentos e orientações referentes a serviços de Saúde, Educação, Defensoria Pública, Jurídicos e outros que forem necessários
Equipamentos públicos prestam assistência às mulheres vítimas de violência
Geral

Chuva provoca alagamentos em Guaramirim; Veja fotos

Choveu mais de 124 milímetros na madrugada, causando alagamentos em diversos bairros.
Chuva provoca alagamentos em Guaramirim; Veja fotos
Geral

Caminhão pega fogo na SC 108 em Massaranduba

Ninguém se feriu
Caminhão pega fogo na SC 108 em Massaranduba
Ver mais de Geral