Joaçaba Pneus
ECONOMIA

Vale repete estimativa que Brumadinho reduzirá produção anual em 92,8 mi de t

27 Mar 2019 - 21h33Por Fernando Nakagawa, Márcio Rodrigues, Gabriel Wainer e Rodrigo Petry

A mineradora Vale repetiu a avaliação sobre o impacto da tragédia em Brumadinho sobre a produção de minério de ferro da companhia. Segundo a Vale, o impacto é equivalente de cerca de 92,8 milhões de toneladas por ano. O número já havia sido divulgado pela companhia.

O maior impacto, de 40 milhões de toneladas por ano, será na Mina de Feijão e nos complexos Vargem Grande e Fábrica. Outros 30 milhões de toneladas por ano de minério de ferro deixarão de ser produzidas na mina de Brucutu. A mineradora também prevê redução da produção de 12,8 milhões de toneladas da mina de Timbopeba e outras 10 milhões de toneladas da mina de Alegria.

A produção de pelotas também foi impactada, segundo o relatório, em 11 milhões de toneladas por ano, como resultado da paralisação das unidades de pelotização de Fábrica e Vargem Grande.

No relatório, a empresa diz que, após a tragédia, seu objetivo "é garantir a segurança das estruturas e das comunidades". "Nesse sentido, a Vale está prestando toda assistência e apoio necessário às comunidades impactadas" e também executa programa de aceleração do processo de descomissionamento ou descaracterização de barragem a montante.

"Depois da ruptura da Barragem I do Córrego do Feijão, a Vale passou por transformações internas em sua estrutura, processos e pessoas. Diversas medidas já foram tomadas e tantas outras estão sendo planejadas, a fim de reforçar ainda mais a segurança de todas as operações da companhia", diz o balanço.

Matérias Relacionadas

Economia

Exportação de SC cresce 36,3% em maio

No acumulado de janeiro a maio, os embarques do estado somaram US$ 3,8 bilhões - um aumento de 11,2% em relação ao mesmo período de 2020
Exportação de SC cresce 36,3% em maio
Economia

Programa Juro Zero libera mais de R$ 2 milhões em dois meses

Programa de Microcrédito Municipal atende micro e pequenas empresas, microempreendedores individuais e autônomos
Programa Juro Zero libera mais de R$ 2 milhões em dois meses
Economia

Bolsonaro pede a empresários para segurarem preço dos alimentos

Pedido ocorreu durante encontro no Rio de Janeiro
Bolsonaro pede a empresários para segurarem preço dos alimentos
Economia

Copom eleva taxa básica de juros para 4,25% ao ano

Decisão de elevar a Selic pela terceira vez era esperada pelo mercado
Copom eleva taxa básica de juros para 4,25% ao ano
Ver mais de Economia