Economia

Em busca da internacionalização, Grupo Kyly espera crescer seu faturamento na Europa

Grupo Kyly anunciou, recentemente, o investimento de R$ 40 milhões uma nova área de fiação

21 Mar 2019 - 22h30Por Economídia

Pelo terceiro ano consecutivo, o País avançou de forma significativa no ranking do Doing Business, relatório produzido pelo Banco Mundial. Desta vez, o avanço foi de 33 posições - da 139ª para a 106ª. Uma das empresas que está apostando nas relações exteriores é o Grupo Kyly, indústria especializada em vestuário infantil, que está focando na exportação de seus produtos para a Europa.

Câmara de Vereadores de Jaraguá

"Já contamos com a presença de representantes do Grupo em diversos países do continente, como Itália, Inglaterra, Portugal e Bélgica. Inclusive, já realizamos também alguns showroons em cidades, como Roma, Calabria e Madrid", afirma Claudinei Martins, Diretor Comercial e de Marketing do Grupo Kyly. O objetivo da empresa com estas ações é promover principalmente três marcas das quais o Grupo é detentor: Kyly, Nanai e Milon.

A expectativa é que o Grupo registre um crescimento em seu faturamento no continente, alcançando mais de R$ 1 milhão em 2019, além de um crescimento em volume de peças.

Qualidade e inovação nas peças

Para conquistar o mercado europeu, o Grupo Kyly aponta a qualidade de suas peças como um dos grandes diferenciais. "A Milon, marca com inspiração francesa, detalhes e tecidos diferenciados, focada em vestuário infantil, é um de nossos grandes exemplos. Atende a um nicho no qual os melhores produtos são encontrados por um preço mais elevado e, diante deste cenário, oferece roupas mais elaboradas, em um vasto catálogo e com bom custo-benefício", exemplifica Claudinei.

De acordo com o executivo, as marcas Kyly e Nanai têm também um outro atrativo que é tendência de mercado nos últimos tempos: o design da peça. "Ambas passam a ideia de um produto mais tropical, colorido, que remete à cultura brasileira. Enxergamos uma demanda crescente por estes aspectos na Europa", afirma.

Para aumentar sua performance também no exterior, o Grupo Kyly anunciou, recentemente, o investimento de R$ 40 milhões uma nova área de fiação. Enquanto antes a empresa só trabalhava com a tecelagem, ela passará a ser responsável também pela produção do fio do qual serão feitas as suas peças a partir de dezembro.

 

Premix Concreto

Matérias Relacionadas

Economia

Petrobras anuncia nova alta nos preços da gasolina, diesel e gás

Reajuste será nas refinarias e entra em vigor amanhã
Petrobras anuncia nova alta nos preços da gasolina, diesel e gás
Economia

Prazo para entregar declaração do Imposto de Renda começa hoje

Receita espera receber 32,6 mi de declarações até 30 de abril
Prazo para entregar declaração do Imposto de Renda começa hoje

Mega-Sena sai para um apostador que ganha 49 milhões

Próximo sorteio será quarta-feira
Saúde

Entidades empresariais manifestam apoio ao decreto do Governo do Estado

Ver mais de Economia