Unimed
Coronavírus

Vale compra 5 milhões de kits para verificar infecção pela covid-19

Testes permitem ter resultado em apenas 15 minutos

23 Mar 2020 - 13h06Por Da Redação
Vale compra 5 milhões de kits para verificar infecção pela covid-19 - Crédito: REUTERS / Edgar Su Crédito: REUTERS / Edgar Su

A Vale fechou a compra de 5 milhões de kits de testes rápidos para a verificação de infecção pela covid-19. Segundo a mineradora a doação é uma forma de ajudar o governo brasileiro no combate à disseminação da doença no país.

“Os testes, que permitem ter um resultado em apenas 15 minutos, foram comprados na China e serão entregues ao governo brasileiro”, informou.

A primeira remessa, de 1 milhão de kits, deve ser entregue pelo fornecedor à Vale, na China, na próxima sexta-feira (27) e pode chegar ao Brasil no início da semana seguinte.

A entrega dos 4 milhões restantes está prevista para até meados de abril. De acordo com a companhia, a quantidade comprada pela Vale representa metade das unidades que o Ministério da Saúde avalia necessitar neste momento.

O diretor-presidente da Vale, Eduardo Bartolomeo, destacou que a decisão da empresa é uma ajuda à sociedade brasileira no momento em que o país se une pela saúde e segurança das pessoas. “Estamos lançando mão da nossa rede de logística na Ásia para trazer ao Brasil insumos que poderão fazer a diferença na vida das pessoas.”

Em outra frente, a Vale está comprando de fornecedores chineses equipamentos de proteção individual, como óculos, luvas e máscaras, para médicos e enfermeiros. “O material também será encaminhado ao Governo brasileiro. A Vale e a China têm uma parceria de longo prazo, desenvolvida ao longo de mais de 40 anos.”

Terminal marítimo

A Vale vai paralisar, pelo menos até 31 de março, o Terminal Marítimo Teluk Rubiah (TRMT), seu centro de distribuição na Malásia. A mineradora tomou essa decisão, que entra em vigor a partir de amanhã (24) porque não é possível garantir os recursos mínimos para operar com segurança o terminal, onde houve embarque de 23,7  toneladas de minério de ferro em 2019.

De acordo com a companhia, os navios que seguem para o TRMT serão redirecionados e redistribuídos entre as suas instalações de blindagem na China. A Vale acrescentou que não espera impacto no volume de produção e vendas em 2020. No entanto, tem expectativa de reflexos nas vendas, de aproximadamente 500 mil toneladas, no primeiro trimestre de 2020. “Um aumento imaterial de custos é esperado devido à logística adicional”, explicou.

“A Vale reafirma seu compromisso com a segurança de suas pessoas e das comunidades em que atua e manterá investidores e mercados informados sobre desenvolvimentos futuros”, diz a nota.

Fonte: Agência Brasil


Quer ser o primeiro a saber das notícias de Jaraguá do Sul e Região? CLIQUE AQUI e receba direto no seu WhatsApp! 

Matérias Relacionadas

Saúde

Mulher de 21 anos morre vítima de covid em Jaraguá

Foram quatro mortes nas últimas 48 horas no município
Mulher de 21 anos morre vítima de covid em Jaraguá
Saúde

AstraZeneca: Gestantes e puérperas podem tomar D2 de outro imunizante

A preferência é que seja com a Pfizer. Na ausência da vacina deste fabricante, a Coronavac (Sinovac/Butantan) também poderá ser usada como segunda dose
AstraZeneca: Gestantes e puérperas podem tomar D2 de outro imunizante
Saúde

Jaraguá suspende vacinação contra a covid por falta de doses

Assim que receber novas doses município retomará a vacinação para primeira dose. A aplicação da segunda dose segue normalmente
Jaraguá suspende vacinação contra a covid por falta de doses
Saúde

Covid-19: número de regiões em risco gravíssimo cai para três em SC

As regiões da Foz do Rio Itajaí, Médio Vale do Itajaí e Nordeste permaneceram classificadas com o nível máximo de atenção
Covid-19: número de regiões em risco gravíssimo cai para três em SC
Ver mais de Saúde