dengue
Saúde

Saúde de Jaraguá orienta sobre a eliminação correta de caramujo africano

Recomendações devem ser adotadas a fim de impedir que a espécie se prolifere; manter terrenos e residências limpos é uma das medidas que pode evitar a incidência deste molusco

06 Nov 2023 - 11h25Por Janici Demetrio
Saúde de Jaraguá orienta sobre a eliminação correta de caramujo africano - Crédito: Divulgação / Prefeitura de Jaraguá do Sul Crédito: Divulgação / Prefeitura de Jaraguá do Sul

Com a proximidade do verão, os períodos de chuva contribuem para a proliferação do caramujo africano (Achatina fulica). Este molusco, originário do leste e nordeste da África, tem se espalhado por várias partes do mundo, sendo motivo de preocupação em muitos locais devido ao potencial invasivo e impactos causados na saúde pública e no meio ambiente.

Neste sentido, a Prefeitura, por meio do setor de Controle de Zoonoses, da Secretaria Municipal de Saúde, trabalha com serviço de orientações sobre este assunto. Um dos pontos que deve ser observado é quanto à eliminação correta e eficaz destes moluscos, impedindo assim que eles se proliferem, bem como os riscos associados.

O método recomendado para lidar com a infestação de caramujos é o controle mecânico, que envolve a coleta manual destes animais, utilizando luvas e botas de proteção. Após a coleta, tanto os caramujos quanto os ovos precisam ser cuidadosamente eliminados. Eles devem ser esmagados (com martelo ou pisoteamento) e em seguida, é fundamental enterrá-los em locais distantes de lençóis freáticos, cisternas ou poços artesianos.

Valas com profundidade entre 80 cm e 1,5 m são recomendadas, com revestimento de uma camada de cal virgem, que tem a função de impermeabilizar o solo, além de evitar que outros animais sejam atraídos para o local. No entanto, caso esta não seja uma opção viável, é possível utilizar uma solução de cloro. Basta imergir os caramujos coletados e esmagados em uma solução composta por três partes de água para uma parte de cloro, deixando-os de molho por pelo menos 24 horas antes de descartá-los no lixo comum.

Outra alternativa é o uso de sal, mas com a ressalva de proteger as mãos ao manusear os caramujos. Eles devem ser colocados em um saco de lixo, acrescentando uma quantidade abundante de sal para matá-los. Após esta etapa, os caramujos também podem ser esmagados e descartados no lixo comum. No entanto, é importante evitar jogar sal diretamente em caramujos livres, para impedir a contaminação no solo e a sobrevivência das conchas.

É essencial destacar que a coleta manual deve ser feita periodicamente, até que a infestação seja completamente eliminada do local. Qualquer alimento que tenha entrado em contato com os caramujos deve ser descartado, a fim de evitar riscos à saúde.

O Controle de Zoonoses não promove a busca, coleta ou eliminação desta espécie, mas está disponível para fornecer orientações sobre como proceder nestes casos e monitorar o local para adotar medidas adicionais, se necessário.

É de extrema importância que os munícipes cuidem de suas residências, evitando locais propícios para a proliferação dos moluscos. Manter terrenos e residências limpos e evitar o crescimento excessivo de vegetação é fundamental, pois os caramujos se alojam e se alimentam de vegetais. Para informações adicionais e orientações específicas, é possível entrar em contato com o Controle de Zoonoses pelo telefone (47) 2106-8315 ou via WhatsApp (47) 99224-4543.

Quer saber das notícias de Jaraguá do Sul e região? Participe dos nosso grupos do WhatsApp ou em nossa Comunidade e ainda no Telegram!

Matérias Relacionadas

Saúde

Brasil tem mais de um milhão de casos de dengue este ano

Seis estados e o Distrito Federal decretaram situação de emergência
Brasil tem mais de um milhão de casos de dengue este ano
Saúde

Pai e filha internados por dengue morrem com 18 minutos de diferença em Joinville

Município já confirmou oito mortes pela doença
Pai e filha internados por dengue morrem com 18 minutos de diferença em Joinville
Saúde

Guaramirim confirma três novos casos de dengue

Dois deles são de transmissão local
Guaramirim confirma três novos casos de dengue
Saúde

Fumacê contra o mosquito da dengue começa sábado em Jaraguá do Sul

Ação no bairro Água Verde será a primeira deste tipo para o controle do Aedes aegypti
Fumacê contra o mosquito da dengue começa sábado em Jaraguá do Sul
Ver mais de Saúde