Saúde

Pressão alta é um dos principais fatores de risco para a ocorrência de AVC, enfarte e insuficiência cardíaca

A doença não tem cura, mas tem tratamento e pode ser controlada

28 Abr 2019 - 08h00Por Cintia Moreira / Agência do Rádio

O Dia Nacional de Combate a Hipertensão Arterial é lembrado nesta sexta-feira (26). Mais conhecida como pressão alta, esta é uma doença crônica caracterizada pelos níveis elevados da pressão sanguínea nas artérias. Em outras palavras, ela faz com que o coração tenha que fazer um esforço maior do que o normal para que o sangue seja distribuído corretamente no corpo.

Além disso, a pressão alta é um dos principais fatores de risco para a ocorrência de acidente vascular cerebral, o AVC, enfarte, aneurisma arterial e insuficiência renal e cardíaca. Sem contar que a doença é bem traiçoeira. Os sintomas, por exemplo, só costumam aparecer quando a pressão está muito alta. Neste caso, podem ocorrer dores no peito, tonturas, dor de cabeça, zumbido no ouvido, fraqueza, visão embaçada e sangramento nasal.

A servidora pública Divani Fortunato Pereira, de 50 anos, moradora do Distrito Federal, faz parte dos 30 milhões de brasileiros que são hipertensos e convive com a doença desde os 21. Ela conta que não pode comer muito sal, nem muita gordura e, de jeito nenhum, pode ficar sem tomar o remédio.

“A minha pressão já chegou a 28. A 28 por 14. É uma hipertensão muito alta. E eu senti uma dor de cabeça. Quando eu não tomo remédio, o quê que acontece? Eu já fico com dor de cabeça. Ela começa na nuca. Minha mão adormece, me dá tontura, dá vertigem e isso pode me dar um AVC! Se eu não tomar o remédio, pode me dar um AVC", ressaltou.

De acordo com o cardiologista Luiz Bortolotto, vice presidente da Sociedade Brasileira de Hipertensão, essa doença é herdada dos pais em 90% dos casos, mas há vários fatores que influenciam nos níveis de pressão arterial.

“Outros fatores que influenciam são obesidade, excesso do consumo de sal na comida, excesso de álcool, falta de exercício e o stress que a pessoa pode sofrer”, ponderou o médico.

Além desses fatores de risco, sabe-se que a incidência da pressão alta é maior em mulheres, em diabéticos, na raça negra e aumenta com a idade. É importante destacar que a pressão alta não tem cura, mas tem tratamento e pode ser controlada. Importante: somente o médico poderá determinar o melhor método para cada paciente.

O Sistema Único de Saúde (SUS) oferece gratuitamente medicamentos nas Unidades Básicas de Saúde (UBS) e pelo programa Farmácia Popular. Para retirar os remédios, basta apresentar um documento de identidade com foto, CPF e receita médica dentro do prazo de validade, que é de 120 dias. A receita pode ser emitida tanto por um profissional do SUS quanto por um médico que atende em hospitais ou clínicas privadas.


Quer ser o primeiro a saber das notícias de Jaraguá do Sul e Região? CLIQUE AQUI e receba direto no seu WhatsApp!

Matérias Relacionadas

Saúde

Governo Sanciona Lei que Incentiva Diagnóstico Tardio do Autista em Adultos e Idosos em SC

Projeto de Lei é de autoria do deputado estadual Vicente Caropreso
Governo Sanciona Lei que Incentiva Diagnóstico Tardio do Autista em Adultos e Idosos em SC
Saúde

Posto de Saúde do Santa Luzia estará fechado nesta quinta e sexta-feira

A Unidade de Saúde está em obras e precisa ser desocupada. Atendimentos serão transferidos para uma sala comercial que fica na esquina da UBS
Posto de Saúde do Santa Luzia estará fechado nesta quinta e sexta-feira
Saúde

Faltas em consultas somam mais de 1.200 e atrasam atendimentos em Guaramirim

Pré-confirmação pelo WhatsApp é uma das iniciativas para diminuir o impacto das ausências nos atendimentos
Faltas em consultas somam mais de 1.200 e atrasam atendimentos em Guaramirim
Saúde

Começa a reforma do Pronto Atendimento Infantil do Hospital Jaraguá

Obra terá investimento de mais de R$ 14 milhões e ficará pronta em 18 meses
Começa a reforma do Pronto Atendimento Infantil do Hospital Jaraguá
Ver mais de Saúde