Saúde

Covid-19: Brasil passa dos 400 mil casos confirmados e 25 mil mortes

País teve 166 mil pessoas recuperadas do novo coronavírus

28 Mai 2020 - 06h54Por Agência Brasil
Covid-19: Brasil passa dos 400 mil casos confirmados e 25 mil mortes - Crédito: Prefeitura de Jaraguá do Sul Crédito: Prefeitura de Jaraguá do Sul

O Brasil passou dos 400 mil casos confirmados de covid-19, de acordo com o balanço diário divulgado pelo Ministério da Saúde. Foram incluídas nas estatísticas 20.559 novas pessoas infectadas com o novo coronavírus, totalizando 411.821. O resultado marcou um acréscimo de 5,1% em relação a ontem (26), quando o número de pessoas nesta condição estava em 391.222.

A atualização do ministério registrou 1.086 novas mortes, chegando a 25.598. O resultado representou um aumento de 4,4% em relação a ontem, quando foram contabilizados 24.512 óbitos por covid-19.

Do total de casos confirmados, 219.576 estão em acompanhamento e 166.647 foram recuperados. Há ainda 4.108 óbitos sendo analisados. 

A letalidade (número de mortes pelo total de casos) ficou em 6,2%. Já a mortalidade (a quantidade de óbitos pelo total da população) foi de 12,2.

São Paulo se mantém como epicentro da pandemia no país, concentrando o maior número de mortes (6.712). O estado é seguido pelo Rio de Janeiro (4.605), Ceará (2.671), Pará (2.545) e Pernambuco (2.468).

Também foram registradas mortes no Amazonas (1.891), Maranhão (853), Bahia (531), Espírito Santo (511), Alagoas (368), Paraíba (298), Rio Grande do Norte (242), Minas Gerais (240), Rio Grande do Sul (209), Amapá (183), Paraná (162), Rondônia (137), Piauí (134), Distrito Federal (133), Santa Catarina (126), Sergipe (127), Acre (113), Goiás (108), Roraima (102), Tocantins (65), Mato Grosso (46) e Mato Grosso do Sul (18).

Já em número de casos confirmados, o ranking tem São Paulo (89.483), Rio de Janeiro (42.398), Ceará (37.275), Amazonas (33.508) e Pará (31.033). Entre as unidades da federação com mais pessoas infectadas estão ainda Pernambuco (29.919), Maranhão (26.145), Bahia (15.070), Espírito Santo (11.484) e Paraíba (10.2095).

De acordo com o mapa global da Universidade Johns Hopkins, dos Estados Unidos, o Brasil é o 2º colocado em número de casos, atrás apenas dos Estados Unidos (1,69 milhão). O país é o 6º no ranking de mortes em decorrência da covid-19, atrás de Espanha (27.117), França (28.599), Itália (33.072), Reino Unido (37.542) e Estados Unidos (100.047).

De acordo com o Ministério da Saúde, em dados de ontem o Brasil era o 51º em incidência, indicador que mede a quantidade de pessoas infectadas proporcionalmente à população. O país também era o 14º em mortalidade, quando os óbitos são comparados com o total da população.

Hoje não foi realizada a entrevista coletiva com representantes do Ministerio da Saúde, onde mais dados e análises são apresentados sobre o balanço diário. O evento era uma prática diária, mas a nova gestão mudou o hábito, ainda sem a definição de uma periodicidade definida.

Matérias Relacionadas

Saúde

Covid-19: Redução na procura faz Saúde de Jaraguá alterar horários do PAMA e 0800

O secretário Saúde, Alceu Moretti, destaca que nas últimas semanas os números da covid-19 tiveram uma redução significativa e até mesmo a demanda nas unidades exclusivas covid sentiram esta diminuição
Covid-19: Redução na procura faz Saúde de Jaraguá alterar horários do PAMA e 0800
Saúde

Com doses esgotadas, Guaramirim suspende agendamento da vacinação contra a covid

A vacinação segue normalmente para as pessoas com horários já agendados e aplicação da segunda dose
Com doses esgotadas, Guaramirim suspende agendamento da vacinação contra a covid
Saúde

Guaramirim retoma agendamentos e amplia vacinação contra o coronavírus

Público da vez: pessoas com 30 anos ou mais, trabalhadores da indústria com 30 anos ou mais e demais grupos já contemplados
Guaramirim retoma agendamentos e amplia vacinação contra o coronavírus
Saúde

Jaraguá libera vacina contra a covid-19 para pessoas com 31 anos

Também estão sendo vacinadas as pessoas já contempladas nos grupos anteriores.
Jaraguá libera vacina contra a covid-19 para pessoas com 31 anos
Ver mais de Saúde