Política

Promotor abre ação e pede condenação da prefeita por nepotismo

06 Fev 2012 - 13h20

Até o começo da noite de sexta-feira, a prefeita Cecília Konell (PSD) ainda não havia sido notificada pelo Ministério Público sobre a abertura de uma ação civil pública por improbidade administrativa. A denúncia partiu do Diretório Central dos Acadêmicos da Católica de Santa Catarina, sugerindo o afastamento dos parentes da prefeita, como o marido e secretário de Administração Ivo Konell e a filha e chefe de gabinete, Fedra Alcântara Konell. O promotor Ricardo Viviani foi quem transformou a representação em ação civil pública. Além da condenação da prefeita por improbidade, pede o afastamento do marido e da filha e multa de até 100 vezes o salário recebido por eles. A prefeita e os demais envolvidos terão 15 dias para apresentar a defesa. Depois disso, a juíza Cândida Inês Brugnoli deve se pronunciar.


O promotor foi questionado sobre as alegações da prefeita de que estaria amparada na chamada Súmula Vinculante 13 do Supremo Tribunal Federal para empregar o marido e a filha.

[jwplayer mediaid="81767"]

 

 

 

Premix Concreto

Matérias Relacionadas

Política

Deputado visita Corupá e recebe reivindicação de Raio X para PA 24h

O atual aparelho que está no PA é emprestado
Deputado visita Corupá e recebe reivindicação de Raio X para PA 24h
Política

Luciano Hang pede que audiência com ex-presidente Lula seja presencial

Lula processou Hang por danos morais e pediu R$ 100 mil de indenização pelos aviões que sobrevoaram o Litoral de SC com faixas durante a temporada 2019-2020
Luciano Hang pede que audiência com ex-presidente Lula seja presencial
Política

Câmara do Rio desliga Dr. Jairinho de Comissão de Justiça

Parlamentar é suspeito da morte do menino Henry
Câmara do Rio desliga Dr. Jairinho de Comissão de Justiça
Política

CPI da Covid-19 pode ter sua primeira reunião na próxima semana

CPI da Covid-19 pode ter sua primeira reunião na próxima semana
Ver mais de Política