Imobiliária Coralli
Política

Primeira sessão ordinária do ano da Câmara de Jaraguá do Sul será no dia 2 de fevereiro

19 Jan 2012 - 13h38

Oficialmente a primeira sessão ordinária do ano da Câmara de Vereadores de Jaraguá do Sul está marcada para a primeira quinta-feira de fevereiro, dia 2. Porém, as portas do Legislativo abrem normalmente a partir da próxima segunda-feira, dia 23, mesma data de retorno do trabalho em período integral da Prefeitura de Jaraguá do Sul.


Mas antes da volta oficial, alguns assuntos já começam a dominar os bastidores do Legislativo. Um deles é o reajuste de salários de vereadores, prefeito, vice, e secretários que para valer em 2013 precisa ser sancionado neste ano. A votação deve acontecer no primeiro semestre do ano.  O último aumento de salário por decisão do plenário aconteceu em junho de 2008, quando os parlamentares tiveram seus vencimentos acrescidos em 23%. O salário, que era de R$ 5.942 saltou para R$ 7.312. Já para o cargo de prefeito o reajuste foi de 14%, de R$ 15.102 para R$ 17.245, o vice recebe a metade deste montante. Os secretários também ficaram com salário 23% mais gordo a partir de janeiro de 2009, de R$ 7.691, o primeiro escalão passou a ganhar R$ 9.470. Depois disso, a prefeita concedeu por decreto um reajuste de cerca de 6% para acompanhar a inflação entre 2009 e 2010.

Em Santa Catarina, pelo menos três câmaras já votaram projetos que estabelecem o salário de quem for eleito neste ano para a legislatura 2013-2016 - Florianópolis, Blumenau e Joaçaba -, gerando polêmicas. Os parlamentares têm ainda a vantagem de ser a única categoria com direito de sugerir, votar e aprovar seu próprio salário.

Na Capital segundo a proposta, o salário dos vereadores, que hoje é de R$ 9,8 mil, passaria a R$ 13,3 mil - um ganho real previsto de 27,76%. Em Joaçaba, a Câmara aprovou o salário dos vereadores que assumirão em 2013 porque, de acordo com a lei orgânica, a fixação desse valor deve ser feita um ano antes do final da legislatura. O salário dos parlamentares passará de R$ 3,2 mil para R$ 4,5 mil - um ganho real previsto de 32,61%. Já em Blumenau, os parlamentares passarão a receber R$ 7,3 mil Na próxima legislatura - ganho real de 35,9% em cima do atual salário, de R$ 5 mil, se a inflação ficar em 6% como previsto.

 

Matérias Relacionadas

Política

Governo do Estado emite nota sobre Operação Pleumon

Ação cumpriu mandados de busca e apreensão na Casa d’Agronômica e no Centro Administrativo.
Governo do Estado emite nota sobre Operação Pleumon
Política

Ministério Público cumpre mandado na casa do governador, em Florianópolis

O objetivo da operação é subsidiar o inquérito que apura fraudes na compra de respiradores para enfrentamento da pandemia da covid-19 no estado. O contrato sob suspeita movimentou R$ 33 milhões.
Política

Eleitor poderá justificar falta pelo celular

e-Título estará atualizado até as eleições para a justificativa
Eleitor poderá justificar falta pelo celular
Política

Saiba mais sobre o rito do julgamento no tribunal especial

O documento estabelece como será a sequência de trabalhos do tribunal formado por deputados e desembargadores que vai julgar Moisés e Daniela e poderá destituir governador e vice de seus cargos
Saiba mais sobre o rito do julgamento no tribunal especial
Ver mais de Política