POLÍTICA

Moreira Franco monitorava as propinas, afirma MPF

22 Mar 2019 - 09h30Por Vera Rosa, Fausto Macedo, Roberta Jansen, Vinicius Neder e Fabio Serapião

Wellington Moreira Franco é o "longa manus" do ex-presidente Michel Temer "nos atos ilícitos praticados pela organização criminosa". Assim os procuradores da República da força-tarefa da Lava Jato no Rio justificaram o pedido de prisão do político que foi governador do Rio (1987-1991), ministro da Secretaria da Aviação Civil (2013 a 2015), secretário-geral da Presidência (2017 a 2018) e ministro das Minas e Energia (2018).

"Ele não só solicitou o pagamento de propina, mas também acompanhou o pagamento até a sua efetiva realização", afirmou o procurador Sérgio Pinel. A fundamentação do pedido de prisão preventiva contra o ex-ministro ocupa menos de 2 das 383 páginas do pedido feito pelo Ministério Público Federal.

Para o advogado do ex-ministro, Antônio Sérgio Moraes Pitombo, a prisão era desnecessária, pois Moreira Franco "manifestou estar à disposição nas investigações em curso, prestou depoimentos e se defendeu por escrito quando necessário". "Causa estranheza o decreto de prisão vir de juiz de direito cuja competência não se encontra ainda firmada, em procedimento desconhecido até aqui." Segundo o MPF, além da Eletronuclear, Moreira Franco também negociou propinas na Secretaria da Aviação Civil.

Véspera

Na véspera de ser preso, Moreira Franco dormiu na casa do seu genro, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), como sempre faz quando está em Brasília. Na quarta-feira à tarde, Moreira participou da reunião da Executiva Nacional do MDB. O principal assunto tratado ali foi a eleição para renovar a cúpula do partido, no segundo semestre.

Presidente do MDB, o ex-senador Romero Jucá (RR) - também alvo de investigações - avisou que não disputará novo mandato. O governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha, é um nome citado para assumir o posto. Para tanto, o partido precisaria mudar o seu regimento, que não permite ter no comando um governador. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Premix Concreto

Matérias Relacionadas

Política

MDB começa roteiro para escolha de candidato ao governo de SC

Sigla passa nesta sexta-feira e sábado pelas regionais de Jaraguá do Sul, Mafra, Canoinhas, Joinville
MDB começa roteiro para escolha de candidato ao governo de SC
Política

Tragédia no Oeste provoca debate sobre segurança em CMEIs na Câmara de Jaraguá

Vereadores trataram do assunto na sessão de terça-feira (4)
Tragédia no Oeste provoca debate sobre segurança em CMEIs na Câmara de Jaraguá
Política

Administração de Schroeder presta contas dos primeiros 100 dias de gestão

Durante o encontro, os associados da Acias fizeram alguns questionamentos e foram prontamente esclarecidos
Administração de Schroeder presta contas dos primeiros 100 dias de gestão
Política

Assinada ordem de serviço para obras de arte na BR-280, em Guaramirim

O ato ocorreu na manhã desta terça-feira (4) com a presença da governadora Daniela Reinehr
 Assinada ordem de serviço para obras de arte na BR-280, em Guaramirim
Ver mais de Política