POLÍTICA

Marco Aurélio dá liminar para suspender possibilidade de prisão após 2ª instância

19 Dez 2018 - 13h48Por Rafael Moraes Moura e Amanda Pupo

O ministro Marco Aurélio Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF), acaba de dar uma decisão individual atendendo a um pedido do PCdoB para suspender a possibilidade de prisão após condenação em segunda instância. A execução antecipada de pena é considerada um dos pilares da Lava Jato. A decisão de Marco Aurélio abre caminho para a soltura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

Na liminar, o ministro determina a suspensão de execução de pena para aqueles que tenham sido presos sem que o processo tenha transitado em julgado, como é o caso de Lula.

"Bem assim a libertação daqueles que tenham sido presos, ante exame de apelação, reservando-se o recolhimento aos casos verdadeiramente enquadráveis no artigo 312 do mencionado diploma processual", decide.

De 2016 pra cá, o plenário do Supremo já decidiu em três ocasiões distintas que é possível a prisão após a condenação em segunda instância.

O tema também veio à tona no julgamento de um pedido de liberdade do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) - preso e condenado no âmbito da Operação Lava Jato - em abril deste ano, quando o Supremo negou por 6 a 5 conceder um habeas corpus ao petista.

O presidente do STF, ministro Dias Toffoli, marcou para o dia de 10 abril do próximo ano o julgamento de duas ações declaratórias de constitucionalidade que tratam do tema. Os processos são de relatoria do ministro Marco Aurélio Mello, que já cobrou diversas vezes que o assunto fosse analisado pelo plenário do Supremo.

Matérias Relacionadas

Política

Secretário e deputados discutem aperfeiçoamento do Prodec

A iniciativa visa tornar os benefícios do principal programa de incentivo ao desenvolvimento da indústria mais acessíveis ao investidor
Secretário e deputados discutem aperfeiçoamento do Prodec
Política

Ricardo Salles pede demissão do Ministério do Meio Ambiente

Exoneração foi publicada hoje no Diário Oficial da União
Ricardo Salles pede demissão do Ministério do Meio Ambiente
Política

Almeida pede vistas de projeto que permite publicidade sonora em Jaraguá

O projeto recebeu parecer favorável da Comissão de Legislação e Justiça e dos demais vereadores da Casa durante a sessão de terça-feira (22)
Almeida pede vistas de projeto que permite publicidade sonora em Jaraguá
Política

Vereadora sugere recuo em faixas de pedestres em Jaraguá

O objetivo é o de evitar que os carros fiquem em cima das faixas, atrapalhando a passagem das pessoas que estão a pé
Vereadora sugere recuo em faixas de pedestres em Jaraguá
Ver mais de Política