dengue
Política

Lunelli faz apelo para que o Congresso derrube portaria de Lula

Deputado estadual se manifestou contrário à mudança que dificulta trabalho aos domingos e feriados

22 Nov 2023 - 11h32Por Janici Demetrio
Lunelli faz apelo para que o Congresso derrube portaria de Lula - Crédito: Divulgação Crédito: Divulgação

Nesta terça-feira (21), o deputado estadual Antídio Lunelli (MDB) usou a tribuna da Alesc para criticar as medidas do governo federal que voltam a fortalecer os sindicatos no país.

“Na Argentina, a liberdade venceu e temos esperanças de dias melhores. Aqui, a esquerda mostra que não aprendeu a lição”, declarou.

Segundo Lunelli, por meio de portarias, projetos de lei e, em parte, com a colaboração do Poder Judiciário, a agenda sindical de Lula vai avançando.

“O afago aos antigos ‘companheiros’ vem sendo observado desde o início do atual mandato, seja por meio de indicações para cargos no governo ou pelo atendimento às demandas das entidades”, destacou.

Neste sentido, a mais recente iniciativa foi a portaria 3.665, assinada pelo ministro do Trabalho, Luiz Marinho, que altera a regra para o expediente no setor de comércio nos domingos e feriados. Anteriormente, a regra estabelecida concedia autorização permanente de funcionamento nestas datas para o comércio em geral, desde que fosse respeitada a jornada estabelecida na Consolidação das Leis do Trabalho (CLT). Agora, os funcionários do segmento só poderão trabalhar nos domingos e feriados com autorização de Convenção Coletiva de Trabalho, feita pelos sindicatos. 

“Essa medida vai na contramão do espírito de negociação direta entre patrões e empregados, além de ter sido feita sem discussão com os setores envolvidos. É mais um ataque contra a economia, contra a livre iniciativa e a liberdade. Com uma canetada, Lula vai aumentar os custos para quase 6 milhões de empresas do comércio, que esperavam agora no fim de ano conseguir recuperar os prejuízos”, apontou. Lunelli ainda fez um apelo para que o Congresso Nacional derrube a portaria. O tema está sendo debatido em Brasília e líderes da oposição querem prioridade na votação da matéria. 

NOVO IMPOSTO
O deputado também lembrou que, paralelamente à essa decisão, um grupo criado pelo Ministério do Trabalho costura com as centrais sindicais e confederações patronais, um projeto de lei que cria uma nova contribuição a ser descontada direto dos salários dos trabalhadores.

“Ela será vinculada à realização de acordos de reajuste salarial, ou seja, se o trabalhador recebe aumento, uma parte vai para o sindicato. Daí o interesse em jogar tudo nas mãos dos sindicalistas. A entidade encherá os bolsos”, alertou.

O deputado finalizou o discurso afirmando que “não se arrecada mais cobrando muito de poucos, mas cobrando pouco de muitos”, e pedindo uma mudança de mentalidade por parte dos governantes. “O povo não aguenta mais sustentar essa estrutura pesada que o poder público vai criando”.

Quer saber das notícias de Jaraguá do Sul e região? Participe dos nosso grupos do WhatsApp ou no Telegram!

Matérias Relacionadas

Política

Jaraguá recebe R$ 2 milhões em emenda do deputado Vicente Caropreso

Os recursos serão empregados na obra  do binário no bairro Czerniewicz, com a pavimentação da  continuidade da rua Treze de Maio
Jaraguá recebe R$ 2 milhões em emenda do deputado Vicente Caropreso
Política

TSE proíbe candidato de impulsionar link com o nome de adversário

Serviço é vendido por motores de busca como o Google
TSE proíbe candidato de impulsionar link com o nome de adversário
Política

Lunelli diz que se Justiça funcionasse estupro em Jaraguá poderia ter sido evitado 

Parlamentar também reforçou pedido para aumento do efetivo policial na região
Lunelli diz que se Justiça funcionasse estupro em Jaraguá poderia ter sido evitado 
Política

TRE-SC mantém deputado jaraguaense Fábio Schiochet no cargo

Deputado foi acusado por suposto abuso de poder econômico e político
TRE-SC mantém deputado jaraguaense Fábio Schiochet no cargo
Ver mais de Política