Delivery Much
POLÍTICA

Lideranças da esquerda apostam na Unidade Progressista

20 Abr 2019 - 08h42Por Ricardo Galhardo

Entre as várias iniciativas desenvolvidas nos últimos meses para reverter a fragmentação da oposição ao governo Jair Bolsonaro, a recém-criada Unidade Progressista tem chamado a atenção entre lideranças da centro-esquerda pelo perfil de seus integrantes e, principalmente, por não ter a participação formal de partidos políticos.

Composta pelos ex-candidatos à Presidência Fernando Haddad (PT) e Guilherme Boulos (PSOL); o governador do Maranhão, Flavio Dino (PCdoB), o ex-governador da Paraíba Ricardo Coutinho (PSB) e a vice de Boulos, Sonia Guajajara, a Unidade Progressista se reuniu uma vez e produziu dois artigos. A próxima reunião será em maio e a expectativa é atrair outras lideranças importantes como os também ex-presidenciáveis Ciro Gomes (PDT) e Marina Silva (Rede) e o ex-senador Roberto Requião (MDB-PR).

Embora ainda esteja longe de ser relevante no cenário nacional, a Unidade Progressista é vista como uma opção de médio prazo aos desgastados partidos políticos de esquerda, principalmente por causa do perfil de seus criadores, quase todos relativamente jovens e com grande potencial de ampliar seu campo político. Boulos e Sonia Guajajara têm fortes vínculos com movimentos sociais de rua. Os nordestinos Dino e Coutinho representam experiências administrativas aprovadas pelas urnas e com abertura para o diálogo com o centro e a centro-direita.

Dino foi um dos artífices do apoio do PCdoB à eleição de Rodrigo Maia (DEM-RJ) e participa de fóruns com governadores do Nordeste, Norte e Brasil Central. Haddad recebeu 47 milhões de votos em 2018, é próximo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e integra o maior partido de esquerda do País.

Outro sinal do potencial da Unidade Progressista é a onda de ciúmes velado gerada pela articulação. Lideranças do PT, PSOL, PCdoB e PDT ouvidas pelo jornal O Estado de S. Paulo avaliam, em conversas privadas, que o objetivo final é a criação de uma frente eleitoral ou até de novo partido de centro-esquerda. Os integrantes do grupo negam.

"O que a gente quer é ter visibilidade pública de que existe um campo de forças a ser considerado", disse Haddad. "Temos que trabalhar essa ideia de campo independentemente do desfecho. Temos que trabalhar o caminho", completou o petista.

"Um dos objetivos é fazer um gesto simbólico a favor da unidade dos progressistas", disse Boulos.

Dino avaliou que fatos recentes, como a eleição de Bolsonaro - e a desarticulação política do governo - e a queda de lideranças do PT abatidas pela Lava Jato deixam "um vazio enorme" no campo democrático que precisa ser ocupado. A ideia do maranhense é criar um grande campo político aberto ao debate de ideias com o centro e o empresariado, com perspectiva nacional desenvolvimentista, que promova uma repactuação institucional em defesa do estado democrático de direito. "A gente leva até 2022 para em 2022 decidir."

Fragmentação

A Unidade Progressista é mais uma tentativa de reagrupar a esquerda depois da fragmentação ocorrida na eleição de 2018, quando Ciro se recusou a apoiar Haddad no segundo turno, aprofundada na eleição para a presidência da Câmara e com as distintas táticas de atuação contra Bolsonaro. "Tudo se insere no esforço para acabar com a divisão da oposição", disse o presidente do PSOL, Juliano Medeiros. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Premix Concreto

Matérias Relacionadas

Política

Jonathan Reinke fala sobre início do mandato na Câmara de Jaraguá

Parlamentar participou ao vivo do Diário da Jaraguá desta terça-feira (26)
Jonathan Reinke fala sobre início do mandato na Câmara de Jaraguá
Política

Maria Rosana assume vaga na Câmara de Guaramirim

Ela assume o cargo de Adilso Comin, que se licenciou para atuar na Secretaria de Agricultura do município.
Maria Rosana assume vaga na Câmara de Guaramirim
Política

Laírton Müller é escolhido como líder do Governo na Câmara de Corupá 

Definição do prefeito Luiz Carlos Tamanini foi anunciada nesta segunda-feira (25)
Laírton Müller é escolhido como líder do Governo na Câmara de Corupá 
Política

Vicente Caropreso pede novos leitos de UTI Covid para Jaraguá do Sul

Em reunião com secretário da Saúde, deputado também articula para que governo dobre repasse de recursos ao Hospital São José e que unidade possa ser referência em cardiologia pelo SUS
Vicente Caropreso pede novos leitos de UTI Covid para Jaraguá do Sul
Ver mais de Política