Clássicas da Jaraguá

Região de Corupá está em situação gravíssima para o contágio de Coronavírus

Já são 30 novos pacientes positivados para a doença somente no mês de julho, ou seja, em pouco mais de duas semanas

16 Jul 2020 - 13h36Por Da Redação
Região de Corupá está em situação gravíssima para o contágio de Coronavírus - Crédito: Prefeitura de Corupá/ Divulgação Crédito: Prefeitura de Corupá/ Divulgação

A situação do contágio do Coronavírus na região de Corupá (Nordeste do estado) está avaliada com risco potencial gravíssimo, conforme nova atualização divulgada nesta semana pela Secretaria de Saúde, do Governo de Santa Catarina. O alerta passa a ser vermelho e os cuidados devem ser redobrados.

A curva de novos casos aumentou em toda a região. Em Corupá, são 119 casos confirmados para Covid-19 até quarta-feira (15). Já são 30 novos pacientes positivados para a doença somente no mês de julho, ou seja, em pouco mais de duas semanas.

“É o momento que pedimos por favor para todos respeitarem as regras sanitárias, etiqueta da tosse e, principalmente, evitar aglomerações, festas e reuniões. Todos temos que trabalhar, mas quando possível, fique em casa. Não saia sem necessidade neste momento. É imprescindível cuidarmos agora para conseguirmos diminuir a curva de contágio em nossa região”, explicou o secretário de Saúde de Corupá, Michael Marques.

Ao identificar sintomas de gripe, principalmente febre, tosse, dor de garganta, muita coriza, e dor no corpo, o morador de Corupá deve procurar o quanto antes o Pronto-Atendimento 24 horas. Informe a situação na recepção. Há um espaço na unidade de saúde exclusivo para atendimento de casos suspeitos de Covid-19. O médico fará a avaliação e irá analisar, junto da Regional de Saúde, a testagem para a doença. No Município, desde o início da pandemia em março, já foram realizados 840 exames até esta quarta-feira. (Novos números serão divulgados nesta quinta, por volta de 16h).

A Secretaria de Saúde, inclusive, continua realizando a testagem rápida em funcionários de comércios, empresas e do setor público do Município. As ações são realizadas pelas Vigilâncias Sanitária e Epidemiológica e os números de testes entram todos os dias nos boletins epidemiológicos divulgados pela Prefeitura. Na quarta-feira (15), os dez funcionários da Delegacia de Polícia Civil da cidade, por exemplo, foram testados. Todos os resultados deram negativo para Covid-19.

A Saúde ainda irá adquirir mais 2 mil testes rápidos para serem realizados no Município. Assim que o processo licitatório encerrar e a compra for confirmada, demais agentes das forças de segurança e salvamento de Corupá serão testados. A testagem rápida é a melhor forma de identificar o Coronavírus e manter os doentes em isolamento de forma mais rápida, garantindo a segurança da comunidade.

Ainda nesta semana, a Prefeitura de Corupá divulgou decreto municipal com novas medidas restritivas para o combate à doença. Estabelecimentos comerciais como restaurantes, bares e similares podem funcionar até 22h; eventos de qualquer natureza estão suspensos; e novas regras para funcionamento dos comércios foram aplicadas.

O Município avalia em conjunto com as demais prefeituras da região da Amvali novas medidas, caso o número de pacientes aumente e a situação da ocupação dos leitos de Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) fique ainda delicada. Há quase 100% de lotação. Os hospitais de Jaraguá do Sul são os de referência para internação dos moradores de Corupá.

Pessoa infectada não pode sair de casa

Morador que foi positivado para Coronavírus não pode sair de casa. Ele deve cumprir o isolamento social e evitar o contato com demais pessoas – inclusive da própria família. O isolamento é a única maneira de evitar o contágio para demais pessoas.

“Pacientes que assinaram termo de compromisso no PA 24h por afastamento tanto por suspeita ou confirmação de Covid-19, não podem sair de casa em hipótese alguma. Quem estiver positivado e desobedecer ao isolamento estará cometendo crime de atentado a saúde pública. A Polícia Militar deve ser acionada”, disse Michael Marques.

Moradores podem denunciar irregularidades à Polícia Militar, através do 190. Denúncias também podem ser realizadas à Vigilância Sanitária, pelo (47) 3375-1234.

Segundo o Artigo 268 do Código Penal Brasileiro, “infringir determinação do poder público, destinada a impedir introdução ou propagação de doença contagiosa” é crime. A pena é detenção de um mês a um ano, e multa. Já o Artigo 131 diz que “praticar, com o fim de transmitir a outrem moléstia grave de que está contaminado, ato capaz de produzir o contágio”, também se configura crime e pode ser usado para o Coronavírus. A pena chega a quatro anos de prisão, e multa.

Regras em Corupá:

·         Eventos, festas, reuniões e aglomerações de qualquer natureza estão proibidas;

·         Uso da máscara é obrigatório;

·         Pacientes confirmados para Coronavírus não podem sair de casa e moradores com suspeita da doença também devem obedecer ao isolamento social;

·         Permanência em parquinhos e praças estão proibidas;

·         Partidas de esportes coletivos como futebol, vôlei, bocha, continuam suspensas;

·         Eventos esportivos estão proibidos;

·         Empresas de transporte coletivo intermunicipal rodoviário precisam disponibilizar álcool gel aos usuários, uso de máscara é obrigatório dentro do veículo, e deve reduzir a capacidade de ocupação em 50%. Os passageiros devem estar sentados de forma intercalada;

·         Aulas continuam suspensas, apenas a modalidade de curso livre foi liberada;

·         Comércios não podem realizar apresentações culturais, como música ao vivo;

·         Restaurantes, bares e similares podem funcionar entre 6h e 22h. Já o delivery está liberado até 24h;

·         Supermercados e similares estão com limitação máxima de 50% de capacidade;

·         Em comércios que a capacidade máxima seja superior a 50 pessoas, é obrigatório a aferição de temperatura corporal logo na entrada do estabelecimento;

·         Todos os estabelecimentos precisam obrigatoriamente informar os clientes sobre a capacidade máxima, inclusive na área de estacionamento;

·         Comércios, empresas e setor público devem disponibilizar para clientes e funcionários álcool gel 70%;

·         Espaços precisam estar abertos e ventilados;

·         Nos banheiros dos estabelecimentos, é necessário disponibilizar o “kit higiene para mãos”, com sabonete líquido, álcool gel 70% e papel toalha;

·         Comércios devem instalar barreiras de proteção nos caixas;

·         Estabelecimentos que possuírem rede de comunicação interna precisam usar estas plataformas para informar clientes e colaboradores sobre as regras sanitárias e de higiene;

·         Não é regra, mas é pedido importante: se puder, fique em casa.

·         Lembrando que se houver necessidade, novos decretos podem ser lançados, com medidas mais restritivas.

 

A comunidade pode fazer a sua parte:

·         Higienizar as mãos com frequência;

·         Cumprir as normas dos decretos municipais e estaduais;

·         Utilizar máscara em espaços públicos e espaços privados compartilhados;

·         Adotar como prática a etiqueta da tosse;

·         Não viajar;

·         Não realizar comemorações com a presença de pessoas que não residem em sua casa;

·         Ficar em casa a maior parte do tempo;

·         Ingerir bastante água e se alimentar de forma saudável;

·         Manter distância de 1,5 metros de outras pessoas;

·         Não participar ou frequentar locais em que possa haver aglomeração de pessoas;

·         Priorizar serviços de delivery;

·         Quando possível adiar consultas, exames médicos, cirurgias e outros procedimentos que possam provocar danos à saúde e a ida a locais onde há pessoas potencialmente doentes;

·         Priorizar a ventilação natural dos ambientes;

·         Empresas, comércios e setor público devem afastar funcionários com suspeita ou confirmados para Covid-19;

·         Higienizar ou sanitizar ambientes de trabalho ou casa, de uso compartilhado, com frequência;

·         Não frequentar locais que não sigam as recomendações e adequações necessárias para minimizar a transmissão do Coronavírus.

FONTE: Secretaria de Estado de Saúde


Quer ser o primeiro a saber das notícias de Jaraguá do Sul e Região?CLIQUE AQUIe receba diretono seu WhatsApp!