terça, 25 de junho de 2019 - 08h33
(47) 3371-1010Central (47) 3372-1010Ao Vivo
Escola José Pasqualini

Escola José Pasqualini comemora 53 anos

29 Jun 2016 - 12h49
Escola José Pasqualini comemora 53 anos -

Os alunos  tiveram oportunidade de assistir apresentação de Mágica, no dia 27 de junho, com Mister Tan, conhecido como Mágico, amigo da natureza, que apresentou o projeto “Amiguinhos da Vida”, com truques impressionantes para alertar e conscientizar os alunos sobre o meio ambiente.

A escola também realiza a mostra de trabalhos, juntamente com a tradicional Festa Junina interna, em cada turno, no dia 15 de julho. Durante a festa, haverá guloseimas típicas e muita animação.


Atualmente o corpo administrativo e docente é formado pela diretora Márcia Beseke Hermann, a coordenadora pedagógica Raquel da Veiga, 20 professores, quatro auxiliares de setor,  além da  merendeira e auxiliares de serviços gerais.

  A escola possui matriculados 427 alunos da educação infantil e do ensino fundamental (1º ao 9º ano). Com o lema "Educando para valores morais, sociais e culturais", a escola atende a comunidade escolar em suas necessidades. É referência no município no que diz respeito à inclusão de portadores de necessidades especiais no ensino regular. A escola destaca-se nas competições esportivas, sempre conquistando boas colocações e muitas vezes campeã da modalidade.

Os professores trabalham diversos projetos, como Livro Livre, Dengue, Bairros do município e outros, que contribuem para uma aprendizagem significativa dos alunos.


História da escola

     A escola situada na rua Werner Weber, 95, lateral da rua João Tozini, foi instalada em 28 de junho de 1963, com o nome de Escola Estadual de Pedra de Amolar. Criada pelo Decreto Estadual em 21 de fevereiro de 1963 e publicado no Diário Oficial nº 7303, de 8 de junho de 1963.

   O terreno de 2.630 m2 foi doado ao Governo Estadual no início dos anos 60 por Guilherme Steffen e sua esposa Gertrudes, grande incentivadora e colaboradora para que o marido fizesse a doação para construção da escola.

   Ao longo de seus 53 anos, diversos professores já passaram pela escola como Eli Lennert Schultz, que foi a primeira professora e trabalhou lá por muitos anos, Leonida Manske por oito anos, Renilda Matilde Oestereich, Maria Bianchini, Dinorá Maria Gabriel, Isolete Schiochet, e inúmeras outras que fazem parte da história da escola. A primeira direção da escola exercida pela  professora Cristiane Denise Dallman Krazewsky, posteriormente Rubian Hafemann Moretti e Jaqueline Pscheidt.


     A escola já passou por diversas reformas, ampliações e nomenclaturas. Através de decreto estadual chamou-se Escola Reunida José Pasqualini. Com a nova LDB, a partir da Portaria nº 111 de 11 de setembro de 2000, passou  a denominar-se Escola Municipal de Ensino Fundamental José Pasqualini.

  O nome da escola é uma homenagem a José Pasqualini que atuou como Oficial-Escrivão no cartório de Corupá de 1920 até 1955. Era uma pessoa muito conhecida no município, em virtude dos serviços prestados no cartório, desde muito jovem.

José Pasqualini

   José Pasqualini nasceu em Blumenau em 14 de março de 1905. Filho de Evaristo e Fioretta Moser Pasqualini. Casou-se em Corupá com Rosa Hunold Pasqualini, com quem teve uma filha única chamada Diva Maria Pasqualini.

  A esposa faleceu em 8 de setembro de 1954. Após 1955, fixou residência em Joinville. Casou novamente em 26 de setembro de 1964, com Magdalena dos Santos, que atualmente reside no Lar das Flores, em Jaraguá do Sul e sempre contribui com a escola.

    Em 12 de novembro de 1964, aos 59 anos, José faleceu em Joinville. A filha Diva casou com Aluísio Carvalho de Oliveira e atuou no cartório de Corupá até os anos 80.

CMJS - Maio