Delegacia de Homicídios

Delegacia de Homicídios da Capital apresenta resolução de 66,67% dos casos

11 Dez 2015 - 15h15

Foram 54 casos registrados e 36 já esclarecidos. “Dos 18 casos pendentes ainda estamos investigando alguns e, com certeza, nosso índice de resolução vai melhorar”, apontou o Delegado Titular da DH, Enio Matos.


Neste ano, em Santa Catarina, até a data de 9 de dezembro, dos 756 casos de homicídios, 50,40% foram resolvidos. É uma taxa considerada alta, se comparada com a média nacional, que gira em torno de 8% de resolubilidade.

O Delegado Enio ressalta que, além do comprometimento e excelência da atuação dos policiais, outro fator que tem auxiliado na redução das taxas de mortandades violentas é a existência de uma Vara do Judiciário, específica para os crimes contra a vida, onde os procedimentos têm sido ágeis e onde há um perfeito entrosamento com a Delegacia Especializada e com o Ministério Público.

O estado catarinense foi destaque no relatório do Diagnóstico dos Homicídios no Brasil: Subsídios para o Pacto Nacional pela Redução de Homicídios, divulgado no dia 15 de outubro deste ano, pela Secretaria Nacional de Segurança Pública/Ministério da Justiça. Segundo este documento, Santa Catarina foi avaliada como o estado brasileiro com a menor taxa de homicídios no país, registrando 8,7 homicídios para cada grupo de 100 mil habitantes.

 

Em Florianópolis, a DH registrou que 48% dos casos dos homicídios estão relacionados com o tráfico de drogas. Em 87% das mortes, foram utilizadas armas de fogo.



Fonte: Assessoria Polícia Civil 
 

 

Matérias Relacionadas

Região

Patrimônio cultural do Rio da Luz será tema de fórum nesta quarta

O objetivo do fórum é ampliar o espaço de fala e escuta sobre os instrumentos de proteção aos patrimônios culturais e divulgar as ações desenvolvidas na região entre 2018 e 2020
Patrimônio cultural do Rio da Luz será tema de fórum nesta quarta
Ver mais de Região