CMJS - Agosto
Jaraguá do Sul

Parque Via Verde na Ilha da Figueira começa a sair do papel

Parque terá 1,5 mil metros quadrados de extensão, margeando o Rio Itapocu

11 Jan 2019 - 15h36Por Sérgio Luiz
Hoje (11) já é possível ver as máquinas trabalhando no local. - Crédito: PMJSHoje (11) já é possível ver as máquinas trabalhando no local. - Crédito: PMJS

As obras de construção do Parque Via Verde começaram nesta segunda-feira (7) em Jaraguá do Sul. Hoje (11), já é possível ver as máquinas trabalhando no local.

Com uma área total de aproximadamente 60 mil metros quadrados e voltado à contemplação, práticas de atividades físicas e convivência, o parque terá 1,5 mil metros quadrados de extensão, margeando o Rio Itapocu, no bairro Ilha da Figueira.

O presidente da Fujama (Fundação Jaraguaense do Meio Ambiente), Normando Zitta Junior, responsável pelo projeto, detalha que a intenção é que as pessoas vão para o parque descansar e relaxar “Há dois anos já trabalhamos na elaboração da documentação técnica e na concepção do projeto. A intenção é implementar pista de caminhada, ciclovia, quadra poliesportiva, pista de skate, e um “parcão”, para as pessoas levarem seus pets para passear”.

O trecho da Via Verde se estenderá da ponte do Centenário até à Ponte do Trabalhador. Normando explica que o projeto foi dividido em duas fases. A primeira, que começou nesta segunda-feira, irá cobrir uma extensão de 550 metros de parque, em uma área de 15 mil metros quadrados, aproximadamente. A área corresponde a dos imóveis que já foram desapropriados.

Os trabalhos da primeira fase vão começar pelas obras de terraplenagem, enroncamento da margem e drenagem. Na sequência, serão trabalhados o paisagismo e construção de ciclovia e banheiros, além da instalação de uma academia da terceira idade. A primeira fase do parque está orçada em R$ 1 milhão.

Segundo Normando, esse é um dos quatro parques que a atual gestão pretende entregar até 2020. “Um desses parques é o Via Verde; outro é o Parque da Inovação no bairro Rau, onde retomaremos os trabalhos em março ou abril. Também estamos trabalhando no parque do Morro da Boa Vista, onde será feita a criação de uma unidade de conservação e já foi criado um estudo técnico para a identificação dos animais da região. E o último é o Bosque Cultural ao lado da Scar”, finaliza.


Quer ser o primeiro a saber das notícias de Jaraguá do Sul e Região? CLIQUE AQUI e receba direto no seu WhatsApp!