Meio Ambiente

Fujama e PM Ambiental constatam corte ilegal de árvores

Foram cortadas espécies nativas como licurana, garuva, canela preta e cedro. Multas podem chegar mais de R$ 500 mil!

06 Dez 2018 - 15h00
Fujama e PM Ambiental constatam corte ilegal de árvores - Crédito: Divulgação/Fujama Crédito: Divulgação/Fujama

As equipes técnica e de fiscalização da Fundação Jaraguaense de Meio Ambiente, com o apoio da Polícia Militar Ambiental de Joinville, deflagaram mais uma ação de combate ao desmatamento clandestino em Jaraguá do Sul, que ocorreu na manhã desta quarta-feira (5).

Casa Nova

O presidente da Fujama, Normando Zitta Júnior, informa que esta ação foi oriunda de uma suspeita inicial de desmatamento, verificada por meio de monitoramento de imagens via satélite. Com isso, foram comparadas as imagens atuais com as de períodos anteriores, que comprovaram a diminuição da área de mata em determinados locais. O desmatamento foi confirmado, também, após denúncia de moradores da região da Tifa Macuco Pequeno, no Rio da Luz.

Os fiscais da Fujama fizeram os primeiros levantamentos na área e puderam verificar o corte irregular de madeira e que o transporte clandestino se dava para o município vizinho de Rio dos Cedros. “Inclusive, o infrator estava anunciando em redes sociais a comercialização desta madeira já beneficiada”, explica o presidente da Fujama, acrescentando que está sendo investigada a documentação da serraria onde a madeira foi serrada. “Tendo em vista que as irregularidades transpuseram os limites municipais fugindo da jurisdição da Fujama, foi solicitado o apoio do 1o batalhão de Polícia Ambiental de Joinville para os encaminhamentos”, completa.

Fujama e PM Ambiental fizeram vistoria no local do corte das árvores para, em seguida, a PM Ambiental efetuar diligência à serraria em busca do caminhão que transportou as toras. A partir dali, o prosseguimento das ações se dará pelos pela PM Ambiental.

Normando Zitta Júnior destaca que foram cortadas espécies nativas como licurana, garuva, canela preta e cedro, encontradas no local, sendo que as duas últimas são espécies ameaçadas de extinção gerando agravamento nas multas a serem aplicadas. “Multas estas que podem chegar a mais de R$ 500 mil”, acrescenta o presidente da Fujama.

Monitoramento via satélite

Área desmatada conforme monitoramento via satéliteÁrea desmatada conforme monitoramento via satélite

No fim de 2017, a Fujama iniciou a verificação de áreas identificadas como locais de desmatamento em Jaraguá do Sul, por meio do programa QGIS, um software livre para visualização, edição e análise de dados georreferenciados. Nas primeiras semanas, o software possibilitou a identificação de pelo menos 13 áreas de desmatamento no município.

A partir dali, foi possível analisar se os proprietários tiveram ou não autorização para o desmatamento e, em caso negativo, foram emitidos autos de infração. Conforme a Lei de Crimes Ambientais nº 9.605/1998, a multa varia de R$ 50 a 50 milhões, dependendo de muitas variáveis, entre elas, a área desmatada e o estágio de mata que havia nela. Os monitoramentos continuarão acontecendo, coordenados por engenheiro florestal e biólogos.

No mesmo período, como medida preventiva, a Fujama capacitou agricultores durante seis cursos realizados no ano passado, onde foram instruídos sobre o que pode e o que não pode cortar, o que fazer antes de cortar, como cortar, entre outros conhecimentos. 

Informações sobre supressão de vegetação podem ser encontradas no site da Prefeitura de Jaraguá do Sul ou pelo telefone 3273-8008. Para denúncia de desmatamento o telefone é o da Ouvidoria, 0800-642-0156, ou pela Ouvidoria online, no site da Prefeitura. Aos fins de semana, exclusivamente, a denúncia de desmatamento deve ser feita à Polícia Militar, no 190.

Matérias Relacionadas

EXCLUSIVO

(VÍDEO) Cão da PM encontra porção de crack avaliada em cerca de R$ 50mil em Jaraguá

Com apoio do cão farejador a droga foi encontrada em menos de 2 minutos.
(VÍDEO) Cão da PM encontra porção de crack avaliada em cerca de R$ 50mil em Jaraguá
Cinema

Abertas as inscrições para o Festival de Cinema de Jaraguá do Sul

As inscrições seguem até 18 de fevereiro
Recadastramento e Vistoria

Município fará vistoria do transporte especial a partir de 28 de janeiro

Na vistoria serão verificados os documentos de porte obrigatório e as condições gerais do veículo e demais itens de acordo com a Lei Municipal.
Município fará vistoria do transporte especial a partir de 28 de janeiro
Ver mais de Jaraguá do Sul