Imobiliária Coralli
Geral

Vendas no varejo crescem 0,2% em março, mostra IBGE

17 Mai 2012 - 13h49

Depois de terem recuado em fevereiro, as vendas no comércio varejista brasileiro voltaram a subir em março, registrando leve alta de 0,2%, de acordo com pesquisa do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgada nesta quinta-feira (17). No ano, o indicador tem alta de 10,3% e, em 12 meses, de 7,5%. Na comparação com março do ano passado, o varejo cresceu 12,5%. 


Em março, a receita nominal de vendas cresceu 0,3% em relação ao mês anterior. Sobre o mesmo período do ano anterior, a alta é de 15,4%. Já no ano, o indicador acumula avanço de 13,9% e, em 12 meses, de 12,1%.

Quanto ao desempenho dos ramos do comércio em março, o volume de vendas caiu em seis das dez atividades pesquisadas: combustíveis e lubrificantes (-0,3%); outros artigos de uso pessoal e doméstico (-0,6%); hipermercados, supermercados, produtos alimentícios, bebidas e fumo (-0,6%); veículos e motos, partes e peças (-1,4%); equipamentos e material para escritório, informática e comunicação (-6,9%) e livros, jornais, revistas e papelaria (-7,1%).

Na outra ponta, tiveram aumento no volume de vendas: artigos farmacêuticos, médicos, ortopédicos, de perfumaria e cosméticos (2,3%); móveis e eletrodomésticos (1,2%); tecidos, vestuário e calçados (0,8%) e material de construção (0,3%);

Sobre o ano anterior
Na comparação anual, todos os ramos do varejo tiveram aumento no volume de vendas. Os maiores destaques partiram de hipermercados, supermercados, produtos alimentícios, bebidas e fumo (12,2%); móveis e eletrodomésticos (21,2%) para; artigos farmacêuticos, médicos, ortopédicos, de perfumaria e cosméticos (14,1%) ; equipamentos e material para escritório, informática e comunicação (30,5%); outros artigos de uso pessoal e doméstico (9,8%);  combustíveis e lubrificantes (5,0%); tecidos, vestuário e calçados (4,1%) e livros, jornais, revistas e papelaria (4,4%).


Análise regional
As 27 unidades da federação registraram aumento no volume de vendas no varejo em relação a março de 2011, com destaque para Roraima (24,8%); Tocantins (22,4%); Amapá (21,9%); Mato Grosso do Sul (19,1%) e Paraná (18,3%).

GLOBO.COM.BR

Matérias Relacionadas

Jaraguá do Sul

Mudança no mapa de risco permite a abertura de parques e a realização de jogos recreativos em Jaraguá do Sul

Decisão do Município foi possível em função da nova classificação que o Estado fez da região Nordeste. Igrejas podem funcionar com 50% da capacidade
Mudança no mapa de risco permite a abertura de parques e a realização de jogos recreativos em Jaraguá do Sul
Política

Realização de debates deve seguir regras estabelecidas pela Justiça Eleitoral

Ressalta-se que os debates realizados durante o período eleitoral devem ser informados com antecedência à Justiça Eleitoral
Realização de debates deve seguir regras estabelecidas pela Justiça Eleitoral
Santa Catarina

Coronavírus em SC: Matriz aponta pela primeira vez Santa Catarina sem regiões em estado gravíssimo

Essa é a melhor condição do estado em relação ao risco de contaminação pelo novo coronavírus desde junho
Coronavírus em SC: Matriz aponta pela primeira vez Santa Catarina sem regiões em estado gravíssimo
Corupá

Kit emergencial da merenda poderá ser retirado entre 29 de setembro e 2 de outubro em Corupá

No mesmo período, a Secretaria de Educação irá entregar os boletins dos estudantes e a nova remessa de atividades escolares também estará disponível para retirada
Kit emergencial da merenda poderá ser retirado entre 29 de setembro e 2 de outubro em Corupá
Ver mais de Geral