Imobiliária Coralli
Geral

TSE apresenta sistema que reforça sigilo do voto

15 Ago 2012 - 20h04

O sistema desenvolvido pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) que reforça ainda mais o sigilo do voto digitado na urna eletrônica já está disponível na Corte Eleitoral para análise dos partidos políticos, Ministério Público (MP) e Ordem dos Advogados do Brasil (OAB). O sistema dispõe de operações computacionais sofisticadas e impede a reconstrução da sequência dos votos a partir da dedução das informações. A necessidade de fortalecer a aleatoriedade da sequência dos votos foi detectada durante a 2ª edição dos testes públicos de segurança na urna eletrônica, realizados pelo TSE em março deste ano. O objetivo dos testes é justamente implantar melhorias para aumentar cada vez mais a segurança do sistema eletrônico de votação, a partir das sugestões apresentadas pelos investigadores. O 1º teste de segurança no sistema ocorreu em novembro de 2009.

Samae - Julho


"O teste de segurança tem exatamente esse objetivo: identificar potenciais fragilidades em alguns pontos do sistema (eletrônico de voto), principalmente no que concerne à segurança", explica o secretário de Tecnologia da Informação do TSE, Giuseppe Janino. Segundo ele, os testes deste ano identificaram que o embaralhamento do registro digital do voto precisava de um algoritmo mais forte e isso foi desenvolvido imediatamente após os testes. E para certificar a qualidade desse novo sistema, testes foram realizados de forma exaustiva, todos baseados em técnicas utilizadas internacionalmente. Uma dessas técnicas é o DieHard, um teste aleatoriedade que verifica a efetividade do embaralhamento de sequências. Também foram utilizadas regras estabelecidas pelo NIST, instituto de padronização norte-americano em tecnologia da informação. "Por meio do nosso relacionamento institucional com o meio acadêmico e instituições de especialistas em segurança, conseguimos adotar uma solução com qualidade", garante Janino.

Transparência


Janino ressalta ainda que a iniciativa da Justiça Eleitoral de realizar o teste de segurança é inédita no mundo, fato que reflete a maturidade tecnológica da instituição e a forma transparente como trabalha. Ele acrescenta que os testes não são somente um desafio, mas uma metodologia para efetivamente aprimorar o sistema do voto eletrônico. "Fechamos aí um ciclo muito importante. Abrimos para os testes, verificamos a fragilidade, corrigimos e submetemos a verificação da qualidade dessa correção", afirma, ao avaliar os testes realizados em março deste ano. Durante três dias, o TSE reuniu 24 investigadores distribuídos em nove grupos na sede da Corte, em Brasília-DF.

Participaram profissionais independentes, acadêmicos e pesquisadores ligados a universidades, órgãos públicos e instituições técnico-científicas. Os integrantes do Grupo 1, formado por servidores da Universidade de Brasília (UnB), conseguiram refazer o sequenciamento dos votos apresentados pelo Registro Digital do Voto (RDV). No entanto, o grupo não conseguiu quebrar o sigilo dos votos. Os votos digitados na urna são gravados de forma aleatória, a partir de um algoritmo computacional. O teste da equipe da UnB conseguiu, a partir do RDV, refazer a ordem com que os votos foram digitados, mas não conseguiu identificar os eleitores que efetivamente digitaram os votos no equipamento. O sistema desenvolvido pelo TSE aprimorou esse algoritmo de embaralhamento do registro digital, dificultando ainda mais o reordenamento dos dados e tornando o voto ainda mais seguro.


Leia mais:


11/04/2012 - TSE apresenta relatório final de teste de segurança na urna eletrônica

Fonte: TSE

Matérias Relacionadas

Jaraguá do Sul

Testes para covid em assintomáticos estão sendo feitos nos bairros de Jaraguá do Sul

Os testes devem ser realizados também nesta quinta e sexta-feira e, se necessário, também na próxima semana
Testes para covid em assintomáticos estão sendo feitos nos bairros de Jaraguá do Sul
Jaraguá do Sul

Jaraguá registra 21º óbito em decorrência do coronavírus

Nas últimas 24 horas, 21 novos casos foram registrados, e também 46 novos recuperados
Jaraguá registra 21º óbito em decorrência do coronavírus
Saúde

Taxa de transmissão da covid-19 no Brasil cai para 1,01, diz estudo

O estudo britânico mostra queda com relação à semana anterior
Taxa de transmissão da covid-19 no Brasil cai para 1,01, diz estudo
Saúde

Vereador comemora instalação da Unidade de Apoio ao Hospital São José

De início, a estrutura será voltada ao atendimento de pacientes com suspeitas de Covid
Vereador comemora instalação da Unidade de Apoio ao Hospital São José
Ver mais de Geral