Geral

Sete especialidades concentram mais da metade dos médicos

28 Fev 2013 - 16h03

Um total de sete especialidades médicas concentram 53% dos profissionais com títulos dentre as 53 áreas reconhecidas no Brasil. A Pediatria é a área mais procurada entre os médicos brasileiros, reunindo 30.112 titulados, ou 11,23% do total de especialistas no país. A ela, se juntam Ginecologia e Obstetrícia, Cirurgia Geral, Clínica Médica, Anestesiologia, Medicina do Trabalho e Cardiologia no topo desse ranking.


As quatro primeiras especialidades, que somam 37%, pertencem às chamadas áreas básicas da Medicina. Além das primeiras da classificação, também se destacam a Ortopedia e Traumatologia, Oftalmologia, Radiologia e Diagnóstico por Imagem, Psiquiatria, Dermatologia, Otorrinolaringologia, Cirurgia Plástica e Medicina Intensiva. Assim, as 15 especialidades do topo concentram 74% do total de médicos titulados (197.718).

Na posição oposta, outras dez especialidades agregam 5.937 profissionais, o que representa 2,21% do total. Entre elas, aparecem: Genética Médica, Cirurgia de Mão, Radioterapia, dentre outras. As três últimas deste grupo contabilizam em todo o país um total de apenas 908 médicos titulados. A Radioterapia possui 497 profissionais (0,19% do total); a Cirurgia da Mão, outros 411 (0,15%); e a Genética Médica um montante de 200 (0,07%).

 Outra constatação do estudo é que médicos mais jovens e mulheres - grupos que apresentam tendência de crescimento consistente - tem concentrado suas escolhas nas especialidades básicas. A presença expressiva desses grupos em áreas básicas fragiliza a tese de que as novas gerações de médicos estariam concentradas ou procurando formação em especialidades mais consideradas"rentáveis", embora elas possam ter maior proporção de candidatos por vaga nas provas de Residência Médica. 


O estudo sugere ainda que o futuro número de especialistas poderá sofrer influência da oferta de postos de trabalho e de políticas de abertura de vagas de Residência Médica em determinadas especialidades. Esta tendência revela um cenário desafiador para o Governo: atrair estes profissionais para atuarem no sistema público de saúde e nas regiões de difícil provimento de profissionais.

Matérias Relacionadas

Jaraguá do Sul

Ponto de Entrega Voluntária de Jaraguá recebe materiais resultantes da passagem do ciclone ‘bomba’

Entre sábado (4) e domingo (5), foram mais de 60 atendimentos registrados, gerando pelo menos quatro caçambas de resíduos de construção civil
Ponto de Entrega Voluntária de Jaraguá recebe materiais resultantes da passagem do ciclone ‘bomba’
Geral

CDL Jaraguá do Sul lança Certificado Digital

Úteis em diferentes situações, esses documentos eletrônicos garantem mais segurança nas transações online
CDL Jaraguá do Sul lança Certificado Digital
Segurança

Polícia busca autores de tentativa de latrocínio que resultou em quatro vítimas

Vários policiais militares do 14º Batalhão foram ao local e constataram quatro pessoas feridas, sendo duas por disparo de arma de fogo
Polícia busca autores de tentativa de latrocínio que resultou em quatro vítimas
Geral

Santa Catarina terá novo ciclone, mas com menor intensidade, segundo Defesa Civil

Na última terça-feira (30), houve o encontro de uma frente fria com o ciclone e isso potencializou os ventos que atingiram mais de 100km/h. Desta vez não há frente fria
Santa Catarina terá novo ciclone, mas com menor intensidade, segundo Defesa Civil
Ver mais de Geral