Prates
Caraguá
Geral

Segurança jurídica com nova lei do gás vai atrair R$ 60 bi em investimentos

A afirmação foi feita na sexta-feira (23) durante reunião on-line da diretoria da FIESC com o deputado federal Laércio Oliveira, relator do texto aprovado na Câmara

26 Out 2020 - 13h53Por Da Redação
Segurança jurídica com nova lei do gás vai atrair R$ 60 bi em investimentos - Crédito: Filipe Scotti Crédito: Filipe Scotti

A Nova Lei do Gás Natural, aprovada em 1º de setembro na Câmara dos Deputados e que agora tramita no Senado Federal, trará segurança jurídica atraindo investimentos internacionais ao país que podem chegar a R$ 60 bilhões nos próximos anos. A afirmação foi feita na sexta-feira (23)  durante reunião on-line da diretoria da FIESC com o deputado federal Laércio Oliveira, relator do texto aprovado na Câmara. “O monopólio da Petrobrás para o gás natural representa um retrocesso de dez anos, prejudicou muito o setor, o insumo perdeu competitividade e a indústria brasileira sofre muito com essa situação”, afirmou o parlamentar.

O presidente da FIESC, Mario Cezar de Aguiar, disse que a FIESC acompanha a tramitação da nova lei no Congresso. “Estamos conversando com os senadores de Santa Catarina sobre a importância da agilidade da aprovação dessa legislação, dada a relevância do gás para a indústria catarinense”, destacou.

O presidente da Câmara de Energia da FIESC, Otmar Müller, destacou que a bancada catarinense na Câmara apresentou o maior índice de aprovação à nova lei. “É importante que se consiga no Senado preservar a essência do projeto, evitando que sejam inseridas demandas que, embora possam ser legítimas, são impróprias para a competitividade”, disse Müller. Ele destacou que os consumidores pagam pelo gás natural, pois o preço está inserido no custo dos produtos fabricados e que a melhoria da competitividade do insumo ajuda a reduzir custos da produção nacional.

“O setor de gás tem pressa na aprovação da lei, que traz uma perspectiva de crescimento extraordinário”, acrescentou o deputado Laércio Oliveira. “Não precisa de dinheiro público para os investimentos nesse setor; os investidores estrangeiros estão esperando a aprovação da lei e a segurança jurídica que ela trará”, observou.


Quer ser o primeiro a saber das notícias de Jaraguá do Sul e Região?CLIQUE AQUIe receba diretono seu WhatsApp! 

GNet

Matérias Relacionadas

Geral

Defesa Civil alerta para mudança no tempo com a chegada de granizo, ventania e tempestade

Frente fria se aproxima do Estado e chega na região entre hoje (26) e amanhã (27).
Defesa Civil alerta para mudança no tempo com a chegada de granizo, ventania e tempestade
Geral

Morre Jonatas, menino portador de AME famoso por campanha solidária

"Estamos arrasados", disse família do menino de cinco anos
Morre Jonatas, menino portador de AME famoso por campanha solidária
Geral

Processo criminal da tragédia em Brumadinho pode voltar à estaca zero

Possível federalização do caso anularia sentenças da Justiça estadual
Processo criminal da tragédia em Brumadinho pode voltar à estaca zero
Geral

Olavo de Carvalho morre, aos 74 anos

Informação foi dada pela família nas redes sociais
Olavo de Carvalho morre, aos 74 anos
Ver mais de Geral