Mês do Trânsito - Rádio
Geral

Receita Federal aperta o cerco contra fraudes nas importações no Porto de Itajaí, no Litoral Norte

20 Mar 2012 - 19h42

A Receita Federal aumentou a fiscalização sobre mercadorias importadas que entram no Brasil. Desde segunda-feira, um quarto das importações passa pelos canais de verificação das alfândegas - até então, o índice variava entre 14 e 16% na Alfândega do Porto de Itajaí, no Litoral Norte. Os produtos fiscalizados estão sujeitos a análise de documentação, verificação física e conferência de valores.


O foco principal da fiscalização são bens não duráveis, como roupas, bolsas, brinquedos e eletroeletrônicos. Segundo José Carlos de Araújo, inspetor chefe da Alfândega do Porto de Itajaí, o objetivo principal da operação não é arrecadação de tributos, mas proteção da economia brasileira:

- A importação desenfreada compete de maneira desigual e desleal com os produtos produzidos no Brasil. Isto gera desemprego - afirma.

O cerco às importações faz parte da Operação Maré Vermelha, desencadeada em todo o país. As ações configuram a maior operação contra fraudes aduaneiras já feita no Brasil, e não têm data para terminar.

DIÁRIO CATARINENSE

Matérias Relacionadas

Economia

Confiança do empresário industrial cresce pelo quinto mês consecutivo

Indicador está 3,1 pontos abaixo do registrado antes da pandemia
Confiança do empresário industrial cresce pelo quinto mês consecutivo
Geral

Lei Geral de Proteção de Dados entra em vigor

Governo ainda precisa criar Autoridade Nacional de Proteção de Dados
Lei Geral de Proteção de Dados entra em vigor
Saúde

Pesquisadores criam tecido para restaurar nervos e ossos lesionados

A descoberta poderá ajudar pessoas que têm dificuldade para realizar atividades do dia a dia e ajudar o corpo delas a se curar sozinho das lesões
Pesquisadores criam tecido para restaurar nervos e ossos lesionados
Geral

Sargento despede-se do 14º Batalhão

Sargento despede-se do 14º Batalhão
Ver mais de Geral