Imobiliária Coralli
Tragédia

Queda de helicóptero de empresário completa um ano

17 Jul 2012 - 14h18

No dia 15 de julho de 2011, Jaraguá do Sul vivia um dos maiores acidentes aéreos da história. A queda de um helicóptero da Nanete Malhas, aconteceu na manhã da sexta feira, após decolar do pátio da empresa, no Rio Cerro I, às 9h22 com destino à cidade de Navegantes. A queda da aeronave ocorreu numa área de difícil acesso que fica numa região de morros e mata nativa na região Ribeirão Alma, próximo ao limite de Massaranduba. O helicóptero colidiu num morro. Na hora do vôo havia neblina naquela região. Morreram: o piloto Álvaro Pisetta Júnior, 38, o empresário José Gilberto Menel, 62, e o pedreiro Érico Melchioretto. 48. Os corpos foram resgatados pelos helicópteros da Policia Militar e da Força Aérea Brasileira e levados para o IML de Jaraguá do Sul. Os destroços do helicóptero Esquilo, do empresário José Gilberto Menel, foram encontrados por volta das 13h30, no alto do morro.

RELEMBRE O CASO

O voo foi de cerca de três quilômetros desde a empresa até o local da queda. Um agricultor que cortava pasto no alto do morro ouviu o barulho do helicóptero e em seguida os estampidos de galhos das árvores quebrando. Segundo ele, o motor não falhou e nem saia fumaça do helicóptero. "Tinha muita neblina e não deu pra ver nada", contou. Lourival Guido Petter, disse que imediatamente foi até a casa de um vizinho e pediu que o mesmo o levasse até as duas empresas têxteis da região que possuem helicópteros. Para a surpresa dele, ao chegar na Nanete Malhas, que fica ao lado da rodovia, recebeu a informação que além do piloto e do empresário José Gilberto Menel, estava viajando para Navegantes o seu próprio cunhado, Erico Melchioretto, de 48 anos. Lourival retornou ao alto do morro e localizou o helicóptero, que bateu nas árvores e ficou sobre um taquaral, depois de ter atingido a montanha. "Achei o corpo dele (cunhado) de bruços e virei, reconheci que era o Erico" disse. Ainda de acordo com ele, o cunhado disse que faria a viagem até Navegantes com o empresário naquela sexta-feira e que estava com bastante medo, por ser a primeira vez que viajaria com equipamento destes.


A partir daquele momento, começaram as buscas pelo helicóptero acidentado, pelo Águia da Polícia Militar e também pelo helicóptero da Malwee Malhas, que auxiliou nas buscas. Enquanto isso, bombeiros, defesa civil, policiais militares e voluntários faziam buscas por terra, usando também quadriciclos para facilitar o deslocamento em meio à mata bastante fechada. Durante o período da tarde, um helicóptero da Força Aérea Nacional também prestou auxílio e trabalhou no resgate dos restos da aeronave para perícia. As causas do acidente foram ligadas diretamente às condições do tempo, segundo o mecânico do helicóptero, que acompanhou as buscas desde o período da manhã. Marcelo Moraes disse que o helicóptero foi adquirido pelo empresário no fim de 2010 e que estava com 98 horas de voo.

O transporte dos corpos desde o alto do morro até um terreno na parte mais baixa da comunidade foi feito pelo helicóptero Águia da Polícia Militar. Um a um, eles foram içados do meio do mato e levados até a área de pouso improvisada onde a funerária que faz o serviço para o IML recebia e os transportava para a necropsia. O primeiro corpo a chegar foi o do pedreiro Erico Melchioretto. O cunhado e a sobrinha acompanharam o procedimento. Em seguida, chegou o corpo do piloto Álvaro Piseta Júnior e, por último, o empresário e ex-vereador José Gilberto Menel, de 62 anos. O empresário levaria o pedreiro para a cidade de Navegantes para fazer um serviço particular e, depois pegaria os netos para passar o fim de semana com ele na mesma cidade.


Neste domingo (15 de julho de 2012) foi celebrada a missa de um ano de falecimento dos três, na Igreja Matriz Nossa Senhora do Rosário da Barra do Rio Cerro.

(ROGÉRIO TALLINI)

Matérias Relacionadas

Santa Catarina

Estiagem em SC: Com chuva mal distribuída, municípios continuam em alerta

Conforme dados, entre 286 municípios monitorados, 214 estão em estado de normalidade, 56 em atenção, 13 em alerta e 3 em crítico
Estiagem em SC: Com chuva mal distribuída, municípios continuam em alerta
Esportes

Sete modalidades abrem Paralimpíada de Tóquio no ano que vem

Cronograma indica primeira medalha no ciclismo de pista
Sete modalidades abrem Paralimpíada de Tóquio no ano que vem
Geral

CIEE registra aumento no número de vagas de estágio e aprendizagem

Mês de abril registrou maior retração devido à covid-19
CIEE registra aumento no número de vagas de estágio e aprendizagem
Economia

Captação da poupança bate recorde para meses de julho

Depósitos superaram saques em R$ 27,14 bilhões no mês passado
Captação da poupança bate recorde para meses de julho
Ver mais de Geral