Unimed - Capa
Geral

Prefeito e candidato à reeleição em Londrina é cassado

01 Ago 2012 - 12h46

O prefeito de Londrina e candidato à reeleição ,Barbosa Neto, (PDT) teve seu mandato cassado na noite desta segunda-feira em sessão na Câmara Municipal, com 13 votos a favor da saída dele da prefeitura, dois votos contra e três abstenções. A sessão, que começou às 9h, durou aproximadamente doze horas. Barbosa Neto ficou dois anos e três meses no cargo. Com a saída do prefeito, seu vice, José Joaquim Ribeiro (PSC) assumirá o cargo.


O ex-prefeito tentou se defender na sessão do plenário negando as acusações. Após a divulgação do resultado, porém, deixou a Câmara sem querer comentar sua cassação. A defesa de Barbosa Neto anunciou que vai recorrer da decisão.

A sessão foi acompanhada por 180 pessoas nas galerias da Casa, que fizeram manifestações a favor e contra Neto, e a sessão precisou ser interrompida diversas vezes. A equipe de advogados de Barbosa Neto tentou cancelar ou suspender a sessão na Câmara Municipal durante o dia, mas não obteve êxito na Justiça.

O agora ex-prefeito era suspeito de escalar para trabalhar na rádio de propriedade da família dele dois seguranças contratados por meio da empresa terceirizada para atuar na prefeitura. A comissão na Câmara Municipal apontou que houve negligência e omissão na colocação dos dois vigias, cujos salários seriam pagos com recursos públicos. Durante a investigação, foram apresentados documentos, como o recolhimento do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS), que apontaram a relação com a prefeitura de Londrina.

Mudanças
Durante as investigações, o chefe de gabinete de Barbosa Neto foi preso suspeito de subornar um dos vereadores para votar contra a cassação. Com o resultado desta noite, o cenário das eleições em Londrina fica em ebulição.

O ex-prefeito era candidato à reeleição antes do resultado do julgamento e a situação fica indefinida. O principal adversário de Barbosa Neto é Marcelo Belinati (PP), sobrinho de Antonio Belinati, um dos principais nomes políticos do município.

Antonio Belinati venceu as eleições de 2008, mas seu registro de candidatura foi cassado por conta da reprovação de contas da época em que foi prefeito de Londrina, na década de 1990.


Após a cassação do registro de Belinati, a Justiça determinou que fosse realizado um segundo turno suplementar, entre Barbosa Neto (terceiro colocado nas eleições) e Luiz Carlos Hauly (PSDB).

Na ocasião, Barbosa Neto venceu Hauly, mas não assumiu o cargo imediatamente. No dia 1º de janeiro de 2009, quando o prefeito eleito deveria assumir seu mandato, ainda não havia definição do vencedor da nova eleição. Até a proclamação de Barbosa Neto como prefeito, o presidente da Câmara Municipal na época, Padre Roque (PTB), assumiu a administração municipal.

TERRA.COM.BR

 

Matérias Relacionadas

Geral

Cartórios já podem autenticar documentos por meio digital

Certificação de cópias passa a ser de forma online
Cartórios já podem autenticar documentos por meio digital
Geral

Equipamentos públicos prestam assistência às mulheres vítimas de violência

Os profissionais dos Creas auxiliam as mulheres vítimas de violações de direitos com encaminhamentos e orientações referentes a serviços de Saúde, Educação, Defensoria Pública, Jurídicos e outros que forem necessários
Equipamentos públicos prestam assistência às mulheres vítimas de violência
Geral

Chuva provoca alagamentos em Guaramirim; Veja fotos

Choveu mais de 124 milímetros na madrugada, causando alagamentos em diversos bairros.
Chuva provoca alagamentos em Guaramirim; Veja fotos
Geral

Caminhão pega fogo na SC 108 em Massaranduba

Ninguém se feriu
Caminhão pega fogo na SC 108 em Massaranduba
Ver mais de Geral