Unimed - Capa
Geral

Personagens saem de livros e ganham vida no Circuito de Contação de Histórias

22 Nov 2012 - 18h25

Silêncio total, olhos bem abertos e brilhantes. O clima de atenção marcou a apresentação das 9 horas de hoje do "Circuito de Contação de Histórias", na Biblioteca Municipal Rui Barbosa. A história "A Caixa, os Brinquedos e o Mágico de Oz", inspirada no clássico "O Mágico de Oz", de Frank Bown, publicado em 1900, foi assistida por cerca de 80 estudantes das escolas Rodolpho Dornbusch e Erich Blosfeld, além do Marista São Luís. O mesmo espetáculo, indicado para a faixa etária de seis a 10 anos, e contado por Lieza Neves, da Cia Jogral, de Brusque, também pode ser visto ainda hoje, às 15 horas, e amanhã, às 9 e às 15 horas, mediante agendamento prévio das escolas. 


O "Circuito de Contação de Histórias", evento inédito na cidade, prossegue até 30 de novembro, na biblioteca, num total de 35 apresentações de sete grupos e artistas catarinenses convidados. As sessões são abertas ao público e contam com verba de R$ 23.700,00 do Fundo Municipal de Cultura, mantido pela Fundação Cultural de Jaraguá do Sul.

O evento é um projeto da Cia. Sandra Baron, de Jaraguá do Sul, em parceria com a Biblioteca Pública Municipal Rui Barbosa. "São histórias inteligentes sobre o nosso folclore e o imaginário popular. Os adultos e as crianças vão se sentir bem. Esperamos um público bem eclético", acredita o produtor Fabio Prates.

O "Circuito de Contação de Histórias" iniciou no dia 5 e teve a abertura em 31 de outubro, com a presença do contador de histórias e pesquisador Sérgio Carneiro Bello, de Florianópolis. O objetivo do evento, segundo a supervisora da biblioteca, Dianne Katie Konell Chiodini, é incentivar a leitura e convidar as pessoas a visitarem o espaço. A escolha dos contadores ficou a critério de Sérgio Carneiro Bello, que trabalha como contador profissional de histórias, tem estudos na área e atua no movimento de revitalização desta arte. Para Bello, a narração oral tem papel fundamental no desenvolvimento infantil e na formação de leitores. "Hoje existe uma retomada dessa cultura, com o acréscimo de instrumentos musicais e adereços cênicos. Nós retomamos a contação como arte e a colocamos no palco", explica. 


De acordo com Bello, Santa Catarina está bem representada em relação aos outros Estados. Há um circuito estadual do Sesc, chamado "Baú de Histórias", que é único no Brasil. "Formamos uma verdadeira rede bem articulada, pois temos bons contadores em todas as nossas regiões", finaliza.

Matérias Relacionadas

Geral

Expectativa de vida em Santa Catarina é a maior do Brasil, aponta IBGE

Segundo o relatório, mulheres vivem em média 6,5 anos a mais que os homens
Expectativa de vida em Santa Catarina é a maior do Brasil, aponta IBGE
Geral

IBGE: esperança de vida do brasileiro aumentou 31,1 anos desde 1940

A expectativa de vida do homem é de 73,1 anos e a da mulher de 80,1
IBGE: esperança de vida do brasileiro aumentou 31,1 anos desde 1940
Geral

Covid-19: ANTT define novas medidas para o transporte interestadual

Resoluções valem apenas para o transporte rodoviário
Geral

Especialista alerta sobre golpes contra aposentados e pensionistas

A advogada previdenciária, Deborah Lazzaris, participou ao vivo do Diário da Jaraguá nesta quinta-feira (26).
Especialista alerta sobre golpes contra aposentados e pensionistas
Ver mais de Geral