segunda, 15 de julho de 2019 - 21h09
(47) 3371-1010Central (47) 3372-1010Ao Vivo
Diplomados

Justiça Eleitoral diploma eleitos no pleito de 2012

18 Dez 2012 - 20h17

A Justiça Eleitoral concedeu ontem à noite, 17 o diploma ao prefeito, vice-prefeito e aos vereadores eleitos no pleito de 2012 em Jaraguá do Sul. A sessão solene ocorreu na sede da Câmara de Vereadores, aberta à comunidade e acolhendo lideranças políticas, empresariais e de entidades do município e região.


A concessão dos diplomas ficou a cargo do promotor da 17ª zona eleitoral, Alexandre Schmitt dos Santos, e do juiz da 17ª zona eleitoral, Edenildo da Silva. O promotor de Justiça da 87ª zona eleitoral, Márcio Cota, também integrou a mesa principal das autoridades.

O juiz de Direito informou que a diplomação dos candidatos pela Justiça Eleitoral está prevista no artigo 215 do Código Eleitoral. "Podemos considerar como encerramento do pleito eleitoral na esfera do Poder Judiciário. Trata-se de requisito à posse das autoridades eleitas, que se constitui ato único e indivisível, por meio do qual a Justiça Eleitoral credencia os eleitos e os suplentes a assumirem e exercerem os respectivos mandatos eletivos", afirmou Edenildo Sarti, informando que os diplomas dos suplentes ficam disponíveis para entrega no cartório eleitoral.

Os vereadores receberam o diploma em chamada nominal e por ordem de votação. Em nome dos legisladores, pronunciou-se Jair Pedri, vereador mais votado entre os 11, para quem o diploma representa o reconhecimento do Direito aos cargos para os quais foram escolhidos pelo voto democrático do povo jaraguaense.

"Estamos dando início a uma nova missão. A missão de bem representar pelos próximos quatro anos a comunidade que nos elegeu. A partir de 1º de janeiro, teremos de deixar nossos sonhos de lado e passar viver o sonho daqueles que nos confiaram e que nos creditaram a construir um futuro melhor, e uma cidade com mais qualidade de vida", discursou.


Na sequência, foram diplomados o vice-prefeito Jaime Negherbon e o prefeito Dieter Janssen. Ele disse se sentir feliz por ser diplomado na Casa de Leis, por ser este o lugar que consolidou sua trajetória política, em 2004, quando se elegeu vereador. Para Janssen, representar a população no parlamento é uma das tarefas mais louváveis, que requer seriedade, compromisso, discernimento e eficiência.

"Todo poder emana do povo que o exerce por meio de seus representantes eleitos. É esta máxima constitucional que deverá permear todas as ações que nos forem conferidas. A nós, neste momento, é concedida a outorga, a procuração, de mais de cento e quarenta mil habitantes, os quais nos confiam suas próprias decisões, pelos próximos quatro anos".

Dieter Janssen prometeu uma gestão pautada nos valores da ética, da moral, do respeito e na austeridade na aplicação dos recursos públicos, sem perder a ousadia e a busca incessante por novas conquistas. "Este será um governo transparente e participativo, mas só poderá existir desenvolvimento e justiça social se houver competência administrativa, relação cooperativa entre os poderes e diálogo com a sociedade. Este é o norte que precisamos construir juntos", declarou.