Banner Proauto
Rumo ALL

Justiça concede liminar para prosseguimento de projetos junto à rede ferroviária

18 Nov 2016 - 11h31

O Município de Jaraguá do Sul recebeu nesta quarta-feira (17) o Despacho da Justiça Federal da 1ª Vara Federal de Jaraguá do Sul, concedendo medida liminar referente ao Processo nº 5009223-82.2016.4.04.7209/SC, que trata de decisão do pedido de antecipação de tutela, suspendendo a exigibilidade de cobrança de valores solicitados pela Rumo ALL, concessionária da rede ferroviária. A informação é de um dos procuradores do município, Benedito Carlos Noronha, acrescentando que o despacho também determina que a ALL encaminhe à Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) os processos já analisados: autorização para implantação do “Tunnel Liner”, na Avenida Affonso Nicoluzzi – próximo à Católica Santa Catarina – e a liberação da passagem de nível na Rua Benildo Zanin, no bairro Centenário, que é via de acesso ao bairro João Pessoa, sob o novo viaduto na Avenida Prefeito Waldemar Grubba.


De acordo com Campos, a liminar ainda intima a Rumo ALL a dar prosseguimento à análise dos demais processos que tratam da autorização para implantação da Ciclovia do Trabalhador. A empresa concessionária tem o prazo de 15 dias para cumprir a decisão ou comprovar uma eventual impossibilidade fática à Justiça Federal, que fixou multa diária de R$ 5 mil em caso de descumprimento da liminar. “O prefeito Dieter Janssen aguardará o cumprimento por parte da Rumo ALL e, tão logo os processos sejam remetidos para ANTT, deverá fazer contato com àquele órgão, em Brasília, para agilizar a autorização final e, assim, poder concluir as obras e entregá-las à comunidade”, informa o assessor de Relações Governamentais/Escritório de Projetos, Antônio Carlos da Luz.

Cobrança indevida
Embora ainda não seja uma decisão final, a medida destrava um impasse entre o Município e a Rumo ALL, que estava cobrando taxas da Prefeitura para analisar os projetos e estipulando multas em caso de atraso nas obras. No entendimento da Procuradoria Jurídica, que foi argumento no processo movido contra a empresa, a concessionária não tem legitimidade para cobrar taxas de autorização a obras na faixa de domínio junto à linha férrea, pois sua concessão se restringe ao uso dos trilhos.
GNet

Matérias Relacionadas

Educação

Feira do Livro de Jaraguá tem programação intensa no fim de semana

A programação do evento é inteiramente gratuita.
Feira do Livro de Jaraguá tem programação intensa no fim de semana
Geral

Concurso Público do CRAS de Jaraguá é fake news

O comunicado se deve à publicações em redes sociais sobre um suposto concurso aberto para contratação
Concurso Público do CRAS de Jaraguá é fake news
Geral

Rede Feminina de Jaraguá promove Pedágio Solidário neste sábado

A ação, que faz parte da programação do Outubro Rosa, estava programada para ocorrer no dia 9 de outubro, mas precisou ser adiada por conta da chuva
Rede Feminina de Jaraguá promove Pedágio Solidário neste sábado
Geral

WEG fornece Powertrain para ônibus elétrico da Marcopolo

Fabricação do ônibus Attivi reforça a capacidade da indústria nacional em transformar o Brasil em um player global de veículos de transporte urbano elétricos
WEG fornece Powertrain para ônibus elétrico da Marcopolo
Ver mais de Geral