Mês do Trânsito - Rádio
Júri Popular

Jovem é condenado a 17 anos de prisão por morte de segurança de boate

04 Dez 2012 - 17h36

Charles de Oliveira, 19 anos, foi condenado a 17 anos e seis meses de reclusão pela morte do segurança, Walter Silva Moreira, 45 anos, morto com um tiro no abdômen em março desde ano.


O início do júri previsto para as 9h teve mais de uma hora de atraso devido à ausência de uma das testemunhas, que compareceu ao Fórum após a Polícia Militar, a pedido da Juíza, Anna Finke Suszek, ir buscá-la no município de Corupá. Com a chegada da testemunha, por volta das 10h30 iniciou o júri popular no Fórum da Comarca de Jaraguá do Sul.

 Oliveira foi condenado a 14 anos de prisão por homicídio duplamente qualificado e três anos e seis meses por porte de arma de uso restrito das Forças Armadas.

O crime aconteceu no dia 27 de fevereiro deste ano no estacionamento do Líder Clube no bairro Vila Lalau. O acusado teria agredido a vítima por ciúmes da namorada. Oliveira foi retirado do estabelecimento por Moreira, que era segurança da casa. Na ocasião o adolescente jurou matar o segurança. Após isso, Oliveira teria pegado emprestado uma pistola 380 de um amigo e ao passar pela casa noturna teria atirado por duas vezes contra o segurança, que morreu na hora. Em menos de 24h a polícia prendeu o acusado, após receber informações de testemunhas. O réu já tinha passagens pela polícia por assalto a postos de gasolina em Garuva, cidade onde morava.

Durante o júri trabalhou na defesa o advogado Daniel de Melo Maximino, na Promotoria Pública, Marcio Cotta e presidindo os trabalhos a juíza Anna Finke Suszek.


 O Júri da Comarca de Jaraguá do Sul estará reunido novamente no próximo dia 14 a partir das 9h. Desta vez estará sentado no banco dos réus Tiago Brisdo, 19 anos, acusado de matar, com diversos tiros, Alexandre Rosin, nos fundos da Boate Recanto no Bairro Estrada Nova. Na oportunidade ele estava acompanhado de outro rapaz que não foi identificado. Na ocasião mais duas vítimas sofreram tentativa de homicídio, porém conseguiram fugir. Rosin foi preso pela polícia no dia 19 de março deste ano. Com ele foi apreendido um revolver calibre 38, que teria sido usado no crime. De acordo com informações, o motivo do crime seria uma dívida de drogas.

Estará atuando na defesa do réu, o advogado Diego Bayer, na acusação o promotor Marcio Cotta e presidindo os trabalhos  a juíza Anna Finke Suszek.

(DIAS GOMES / JANICI DEMETRIO)

Matérias Relacionadas

Geral

Nasa anuncia programa para levar primeira mulher à Lua em 2024

Antes disso, agência lançará dois testes de voo ao redor do satélite
Nasa anuncia programa para levar primeira mulher à Lua em 2024
Saúde

Doações de órgãos caíram 40% com pandemia

Ministério da Saúde lançou hoje campanha para aumentar doações
Doações de órgãos caíram 40% com pandemia
Jaraguá do Sul

Jaraguá do Sul registra 38ª morte em decorrência do coronavírus

Nas últimas 24 horas foram 23 novos casos e 17 pessoas recuperadas
Jaraguá do Sul registra 38ª morte em decorrência do coronavírus
Corupá

Comunicado de utilidade pública: novo foco de dengue é registrado em Corupá

Este é o 9º foco positivo registrado em 2020 no Município
Ver mais de Geral