Eleições 2020
Operação

Fraude no DPVAT pode bater R$ 28 milhões

31 Ago 2016 - 12h48
A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) do DPVAT, que investiga fraudes no seguro, já apurou desvios de R$ 28 milhões, segundo dados divulgados nesta quarta-feira (31). A investigação na Câmara Federal começou após a operação “Tempo de Despertar”, deflagrada no ano passado.

Até agora, já foram indiciados pela PF (Polícia Federal) dez agentes e um delegado da Polícia Civil, um policial militar, oito advogados, três médicos, dois fisioterapeutas e 14 empresários envolvidos no esquema.

São mais de 263 páginas, 39 pessoas indiciadas e acusadas pelos crimes de formação de quadrilha, corrupção ativa e passiva, lavagem de dinheiro, estelionato, falsidade ideológica e uso de documento falso.

“É um crime contra a saúde pública do país. Além de o acidentado não ter o ressarcimento devido, o desvio lesa o erário público”, disse a deputada federal Christiane Yared (PR-PR), que divulgou dados da CPI.

Segundo a deputada, a comissão está analisando uma série de documentos e discutindo medidas cabíveis decorrentes da Operação “Tempo de Despertar” que foi deflagrada no ano passado nos estados de Minas Gerais, Bahia e Rio de Janeiro.

Operação Tempo de Despertar

A PF investiga uma organização criminosa especializada em fraudar o Seguro Obrigatório de Danos Pessoais (DPVAT). As fraudes no seguro pago às vítimas de acidentes causados por veículos automotores de via terrestre podem chegar a R$ 28 milhões.

As investigações feitas em parceria entre a PF, o Ministério Público, a Corregedoria da Polícia Civil e a Polícia Militar de Minas Gerais, identificaram que o grupo criminoso utilizava vários métodos para fraudar o seguro DPVAT, entre eles o  ajuizamento de ações judiciais por escritórios de advocacia sem conhecimento e autorização das vítimas. Segundo a PF, a quadrilha falsificava assinaturas em procurações e declarações de residência falsas. Informações do Uol Notícias.

Matérias Relacionadas

Política

Definidos deputados que vão compor o tribunal do 2º pedido de impeachment

A reunião de instalação do tribunal misto está marcada para a próxima sexta-feira (30), às 10 horas
Definidos deputados que vão compor o tribunal do 2º pedido de impeachment
Jaraguá do Sul

Confira como ficará o atendimento nos órgãos públicos municipais de Jaraguá na sexta e segunda

Medida é válida para sexta-feira (30) – ponto facultativo pelo dia do servidor – e na segunda-feira (2) – Dia de Finados.
Confira como ficará o atendimento nos órgãos públicos municipais de Jaraguá na sexta e segunda
Santa Catarina

General Ricardo Miranda Aversa é o novo chefe da Casa Civil de Santa Catarina

Natural do Rio de Janeiro, o general Ricardo Miranda tem ampla formação militar e atuou por vários anos em Florianópolis
General Ricardo Miranda Aversa é o novo chefe da Casa Civil de Santa Catarina
Guaramirim

COVID-19: Confira as medidas de flexibilização anunciadas em Guaramirim

Diante da mudança da matriz de risco da região nordeste que passou para risco alto, novas medidas estão vigentes na legislação estadual e já começam a valer em Guaramirim
COVID-19: Confira as medidas de flexibilização anunciadas em Guaramirim
Ver mais de Geral