Geral

Em tempos de pandemia, Saúde reforça cuidados com animais peçonhentos

Em 2019, Jaraguá do Sul, registrou cerca de 12 acidentes com cobras, 44 com aranhas e um com escorpião, totalizando 57 acidentes com animais peçonhentos

19 Jun 2020 - 06h00Por Da Redação
Em tempos de pandemia, Saúde reforça cuidados com animais peçonhentos - Crédito: Divulgação / PMJS Crédito: Divulgação / PMJS

Com a decretação do Estado de Emergência por conta da epidemia do novo coronavírus-Covid-19 a maioria das pessoas está em casa. No entanto, o afastamento social não inibe que algumas "visitas inconvenientes" possam ocorrer neste período, principalmente de animais peçonhentos como cobras, aranhas e escorpiões.

A Secretaria de Saúde de Jaraguá do Sul faz um alerta para os cuidados que a população deve ter com esses animais.  Normalmente, o período em que são registrados acidentes é durante o verão. Em média 40% das ocorrências acontecem neta estação. 

No entanto, é justamente no inverno que alguns animais. como cobras por exemplo, procuram áreas mais fechadas e aquecidas para se abrigar.  "Isso pode acontecer sim. Esta semana, atendemos o chamado sobre duas cobras que foram encontradas dentro de tijolos. Felizmente eram da espécie dormideira que não são venenosas. Mas mesmo assim, é preciso ficar atento principalmente se vai mexer com pilhas de madeira, tijolos ou telhas", destaca o biólogo da Fundação Jaraguaense de Meio Ambiente (Fujama), Christian Raboch Lempek. O mesmo cuidado vale para escorpiões e aranhas que também procuram esses locais para se abrigar.

Em 2019, Jaraguá do Sul, registrou cerca de 12 acidentes com cobras, 44 com aranhas e um com escorpião, totalizando 57 acidentes com animais peçonhentos. Felizmente, em nenhum dos casos resultou em morte.

O biólogo lembra que, mesmo estes animais sendo peçonhentos, representam uma importância fundamental para o equilíbrio do ecossistema. Por isso, tanto técnicos da própria Fujama (durante a semana) como os Bombeiros Voluntários (sábados, domingos e feriados) devem ser acionados pelo 193 para o resgate destes animais. 

Confira abaixo os cuidados recomendados

Como prevenir
Dentro de casa:
- Manter limpos sótãos, lavanderias e depósitos, evitando acúmulo de materiais como entulho e outros materiais reciclados;
- Rebocar paredes para que não apresentem vãos e frestas;
- Vedar soleiras de portas com rolos de areia;
- Examinar calçados, roupas e toalhas antes de usá-los;
- Manter berços e camas afastados das paredes;
- Aplicar tela nos ralos.

No pátio ou jardim:
- Manter limpos quintais, jardins, garagens e depósitos, evitando acúmulo de folhas secas, lixo, entulho, telhas, tijolos, madeiras e lenha;
- Ao manusear materiais e (ou) entulhos, usar luvas de raspa de couro e calçados fechados;
- Acondicionar o lixo em recipientes fechados;
- Realizar periodicamente a roçada e limpeza dos terrenos;
- Ao receber produtos em caixa (papelão, madeira) como aparelhos de ar-condicionado, por exemplo, verificar se há a presença de animais peçonhentos na embalagem.

Nos bosques, hortas e lavouras:
- Usar botas. Isto evita até 80% dos acidentes;
- Proteger as mãos. Usar luvas de couro nas atividades rurais e de jardinagem. Não enfiar as mãos em tocas, troncos ocos. Usar um pedaço de madeira para verificar se não há animais;
- Combater a presença de roedores, pois a maioria das cobras alimenta-se deles. Manter sempre limpos os terrenos, quintais e plantações.

O que fazer em caso de picadas?
- Movimentar-se o mínimo possível para não acelerar a absorção do veneno;
- Localizar a marca da mordedura e limpar o local com água e sabão;
- Cobrir com um pano limpo;
- Levar imediatamente o acidentado ao pronto-socorro, para que receba soro e atendimento adequados. De preferência, levar o animal peçonhento junto, ou foto dele. Menores de 12 anos devem ser encaminhados ao Hospital Jaraguá; pessoas com 12 anos ou mais, ao Hospital São José.

O que não fazer
- Não amarrar ou fazer torniquetes;
- Não colocar nenhuma substância, folhas ou qualquer produto na picada;
- Não cortar ou chupar o local da picada;
- Não dar bebida alcoólica ou querosene ao acidentado.

Telefones para emergências
Samu - 192
Bombeiros Voluntários – 193

Telefone para resgate de animais
Fujama - 3273-8008 - durante a semana
Bombeiros Voluntários - 193  durante fins de semana e feriados


Quer ser o primeiro a saber das notícias de Jaraguá do Sul e Região?CLIQUE AQUIe receba diretono seu WhatsApp!

Matérias Relacionadas

Geral

Cerimonial Especial marca a programação dos 145 anos de Jaraguá

A solenidade homenageou, com entrega de placas e flores, pessoas que integram a campanha de aniversário "Jaraguá do Sul, uma história inesquecível", instituições e profissionais dedicados à saúde e combate ao Coronavírus
Cerimonial Especial marca a programação dos 145 anos de Jaraguá
Saúde

Senhas da vacinação covid podem ser acompanhadas por aplicativo em Jaraguá

É necessário atualizar o aplicativo Jaraguá na Mão para ter essa funcionalidade
Senhas da vacinação covid podem ser acompanhadas por aplicativo em Jaraguá
Saúde

Ilha da Figueira é desafiada pelo Programa Jaraguá Mais Saudável

O evento foi nomeado "Agita Mais Figueira" e a participação é gratuita, voluntária e terá acompanhamento de profissionais da Unisociesc.
Ilha da Figueira é desafiada pelo Programa Jaraguá Mais Saudável
Geral

Cerimonial do aniversário de Jaraguá terá transmissão no sábado

Evento acontece no dia 24, às 18 horas e vai destacar pessoas e entidades que fizeram a diferença na saúde de Jaraguá do Sul. Acompanhe pelo Youtube e Facebook da Prefeitura de Jaraguá do Sul
Cerimonial do aniversário de Jaraguá terá transmissão no sábado
Ver mais de Geral