terça, 23 de julho de 2019 - 19h01
(47) 3371-1010Central (47) 3372-1010Ao Vivo
Fiscalização

Comissão faz vistoria em casas noturnas de Jaraguá do Sul

30 Jan 2013 - 12h07

A morte de mais de 230 pessoas ocorrida na madruga do último domingo em Santa Maria, no Rio Grande do Sul, acendeu o sinal vermelho em todo o país para uma maior rigidez na liberação de funcionamento das casas noturnas. A maioria das capitais, cidades de grande, médio e até mesmo de pequeno porte começaram a se mobilizar para evitar tragédias como a da boate Kiss.


Em Jaraguá do Sul, desde ontem, a comissão formada em 2007 por policiais civis, Secretaria de Urbanismo, Defesa Civil, fiscais tributários e sanitários, e Corpo de Bombeiros Voluntários, começou a vistoriar novamente as cerca de 25 casas noturnas da cidade, juntamente com a Promotoria de Justiça. Em entrevista ao Programa Alô Comunidade, o secretário de Defesa Civil, Marcelo Prochnow, informou que pelo menos três casas noturnas haviam sido visitadas até às 16h.

[jwplayer mediaid="65550"]

Prochnow acrescentou que, além disso, há outros itens observados na vistoria.

[jwplayer mediaid="65554"]

A intenção é percorrer todas as casas noturnas em um período de duas semanas. No decorrer desta semana, devem sair os pareceres das primeiras visitas e a formalização dos pedidos de adequação.


Ainda segundo o secretário de Defesa Civil, até mesmo estabelecimentos que pertencem ao município como o Parque Municipal de Eventos e a Arena Jaraguá passarão por vistoria.

[jwplayer mediaid="65552"]

SÉRGIO LUIZ / ROGÉRIO TALLINI