GNet
Supremo Tribunal Federal

CNJ cria grupo para fortalecer ações contra trabalho escravo no país

28 Out 2015 - 17h32
O Supremo Tribunal Federal e Conselho Nacional de Justiça  criaram um Grupo de Trabalho com o objetivo de elaborar estudos e medidas para o desenvolvimento do Projeto Ação Integrada, que promove a reinserção dos egressos do trabalho escravo no mercado e na sociedade. Criado em 2009, no Mato Grosso, o Projeto Ação Integrada - que já atendeu a 73 municípios e 20 comunidades - promove a qualificação educacional, cultural e profissional de pessoas socialmente vulneráveis, de modo a protegê-las da ameaça de aliciamento do trabalho escravo. Atualmente, o projeto realiza atividades nos estados de Mato Grosso, Bahia, Rio de Janeiro e na região do Bico do Papagaio, que abrange comunidades no Pará, Maranhão, Tocantins e Piauí.
GNet

Matérias Relacionadas

Economia

Empresário Vicente Donini recebe Ordem do Mérito da Indústria na sexta-feira

A distinção é concedida pela Confederação Nacional da Indústria (CNI), com indicação da FIESC
Empresário Vicente Donini recebe Ordem do Mérito da Indústria na sexta-feira
Saúde

Exposição Interativa Saúde Bucal e Nutrição começa nesta quarta em Jaraguá

A exposição poderá ser visitada das 13h às 19h e tem entrada gratuita
Exposição Interativa Saúde Bucal e Nutrição começa nesta quarta em Jaraguá
Geral

Projeto da SCAR promove debates online com transmissão ao vivo sobre o universo da dança

As conversas, com transmissão ao vivo, passam pelo balé, jazz e pelas danças urbanas e acrobáticas
Geral

Guaramirim inicia três cursos gratuito

Medida beneficia população atendida pela Assistência Social do município
Guaramirim inicia três cursos gratuito
Ver mais de Geral