Geral

Abatedouro municipal deve receber novo projeto nos próximos dias

22 Fev 2013 - 23h21

Nove anos após a inaguração, o polêmico abatedouro de Jaraguá do Sul, construído no bairro Garibaldi em 2004, e que nunca foi utilizado, deve finalmente entrar em funcionamento. Na época, em 2004, o investimento foi de R$ 320 mil e incluía uma unidade de processamento de alimentos que também só ficou nos planos. Os governos que se sucederam, por diversas vezes demonstraram o interesse em fazer aquela unidade funcionar, mas tudo ficou no campo das intenções. Chegou-se até cogitar a possibilidade de fazer um abate de bovinos no local. Mas a capacidade instalada acabaria com todo o plantel da região em um ano. Abater frangos caipiras foi outra sugestão que ficou pelo caminho.


O tempo passou, roubaram toda a fiação elétrica, e o abatedeuro continuou abandonado. Por causa disso, o Ministério da Agricultura, em 2012, exigiu a devolução do dinheiro, que corrigido, chegou a R$ 883 mil. Se não devolvesse o dinheiro, o município perderia o direito de receber verbas federais.

A devolução ocorreu no ano passado, após decreto assinado pelo prefeito em exercício na época, Irineu Passold. Por ironia do destino, foi no governo dele (Irineu) que o abatedouro foi construído, cujo secretário da Industria, Comércio e Agricultura era o atual prefeito Dieter Janssen, que agora vai por aquela estrutura em funcionamento.

O projeto está pronto e a atividade a ser desenvolvida vai beneficiar diretamente os produtores rurais, principalmente, aqueles ligados a agricultura familiar.

ROGÉRIO TALLINI

Matérias Relacionadas

Geral

Depois de 200 anos, jabutis voltam ao Parque Nacional da Tijuca no Rio

É a terceira espécie reintroduzida no local desde 2010 pelo Refauna
Depois de 200 anos, jabutis voltam ao Parque Nacional da Tijuca no Rio
Economia

Seguradora diz ter recebido 386 mil pedidos de restituição do Dpvat

Prazo para pedir valor pago a mais acaba no fim do exercício de 2020
Seguradora diz ter recebido 386 mil pedidos de restituição do Dpvat
Geral

Brasileiro não precisa mais de visto para visitar o Catar

Brasil e Catar vão permitir que seus habitantes permaneçam em território sem visto de entrada por um período máximo de 90 dias por 12 meses
Brasileiro não precisa mais de visto para visitar o Catar
Mundo

Incêndio: Austrália vai investir 1,24 bilhão na indústria do turismo

Morrison explicou que pretende dar "um grande impulso" à indústria turística, mas disse que o plano será detalhado na próxima semana
Incêndio: Austrália vai investir  1,24 bilhão na indústria do turismo
Ver mais de Geral