Futsal

Falcão ressalta Mundial de Clubes mais difícil da história: 'Sete times podem ser campeões'

24 Jun 2016 - 15h02
(Magnus/Sorocaba e Carlos Barbosa), dois espanhóis (Inter/Movistar e Barcelona), um português (Benfica), um russo (Dínamo Moscou), um iraniano (Tasisat Daryaei ) e um catari (Al Rayan) participam do Mundial.

Principal nome do Brasil, Falcão classificou o torneio como "o mais difícil da história" entre clubes e ressaltou que não há favoritos.

"É o mais difícil. Dos 8 times, 7 podem ganhar títulos. Estamos como um desses 7, podendo tanto sair na primeira fase como chegar para uma final. Os melhores jogadores estão aqui, tem tudo para ser grande campeonato, mas não dá para apontar nenhum favorito", declarou Falcão aoESPN.com.br.

O time do astro, que é o Magnus/Sorocaba, tenta encontrar o rumo após mudar de técnico. Saiu Sergio Schiochet, que também comanda a seleção brasileira, e chegou Fernando Ferretti, que é como um "pai" para Falcão.

Nesta sexta-feira, o time enfrenta o Benfica pela primeira rodada do grupo B. Ainda estão na chave o Inter/Movistar, do português Ricardinho, melhor jogador do mundo, e o Al Rayan.

No grupo A, figura o atual campeão brasileiro, que é Carlos Barbosa. O time gaúcho, que vem de uma vitória sobre o Corinthians na Liga Futsal após uma ‘epopeia aérea', enfrenta o Dínamo Moscou na estreia. Também compõem a chave o Barcelona e o Tasisat Daryaei

A primeira fase será disputada em três dias consecutivos, com a semifinal sendo realizada na terça-feira e grande decisão ocorrendo na quarta-feira.