Esportes

Fesporte traz ciência da academia para fortalecer esporte catarinense

O propósito é de melhorar qualitativamente o setor, já que a Fesporte tem por finalidade: planejar, formular e normatizar as políticas de esporte e estabelecer parcerias com órgãos

05 Jun 2020 - 06h00Por Da Redação
Fesporte traz ciência da academia para fortalecer esporte catarinense - Crédito: Antonio Prado/ Fesporte Crédito: Antonio Prado/ Fesporte

Por meio de parcerias firmadas com Universidade Federal do Paraná (UFPR) e Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc), a Fesporte está trazendo o pensamento acadêmico e a ciência para reforçar as discussões e o gerenciamento do sistema esportivo catarinense. O propósito é de melhorar qualitativamente o setor, já que a Fesporte tem por finalidade: planejar, formular e normatizar as políticas de esporte e estabelecer parcerias com órgãos. São acordos de cooperação, portanto, não representam custos para o órgão estadual.

A primeira parceria de cooperação técnica foi assinada no dia 7 de abril com a Universidade Federal do Paraná (UFPR), por meio do Instituto de Pesquisa Inteligência Esportiva (Ipie), coordenado pelo professor Dr. Fernando Marinho Mezzadri. O termo viabiliza a cooperação acadêmica e científica entre as partes, no que tange o desenvolvimento do projeto “Estrutura e Governança do Esporte em Santa Catarina”.

Análise do setor esportivo

O projeto visa ainda levantar, catalogar e analisar os dados do setor esportivo catarinense, apontando as principais carências e necessidades do segmento. A iniciativa chega a todos os municípios catarinenses por intermédio do Sistema de Gestão Esportiva da Fesporte, em que os dirigentes municipais acessam um tutorial e são redirecionados ao site da pesquisa (http://www.inteligenciaesportiva.ufpr.br/). Ou seja, a pesquisa ocorre de forma totalmente on-line para a coleta de informações, dispensando possíveis custos de diárias, hospedagens, transporte e alimentação dos pesquisadores. Assim que concluído o estudo, os dados estarão disponíveis para consulta no próprio site.

As pesquisas começaram efetivamente no dia 23 de abril. Técnicos da Fesporte e da UFPR deram suporte por meio de lives, explicando como os integrantes da comunidade esportiva poderiam participar do estudo.

O presidente da Fesporte, Rui Godinho, destaca que a importância da parceria, que trará informações científicas e diagnósticas essenciais para o setor. “A parceria entre Fesporte e UFPR será fundamental para a boa atuação do Governo na promoção e no desenvolvimento esportivo. Nesse sentido, a formalização do acordo de cooperação técnica é de grande importância, pois visa levantar, catalogar e analisar os dados, apontando as principais carências e necessidades do segmento em Santa Catarina”.

A gerente de Políticas Públicas e Projetos Esportivos da Fesporte, Aline Floss, destaca que as ações conjuntas com as universidades têm uma importância significativa, já que envolvem os municípios. O projeto refletirá a realidade sobre a gestão de governança nos municípios catarinenses, envolvendo programas desenvolvidos, modalidades praticadas, leis esportivas municipais, conselhos esportivos, leis de fomento, características do órgão gestor, entre outros.

Parceria com a Udesc

A Fesporte também assinou no dia 27 de maio a parceria de cooperação técnica com o Núcleo de Estudos em Gestão e Marketing Esportivo da Universidade do Estado de Santa Catarina (Nepegem/Udesc).

O Nepegem/Udesc produz, aglutina, sistematiza, analisa e difundi informações sobre a gestão e as políticas para esporte no estado. Também desenvolve parcerias colaborativas com organizações e entidades de administração do esporte, que sejam referências nas mais diversas áreas que compõem o sistema esportivo do País.

Ao participar do projeto juntamente com Fesporte e UFPR, a Udesc vai colaborar com o mapeamento de informações a respeito da realidade esportiva nos municípios de Santa Catarina, a fim de que os dados coletados possam subsidiar a tomada de decisões no que tange às políticas de esporte e lazer.

Caminho importante para pesquisa

Para Rui Godinho da Mota, presidente da Fesporte, o termo de cooperação com a Udesc é um ganho muito importante para as pesquisas. “É fundamental para esse tipo de pesquisa que possamos agregar valores. É um ganho muito grande não só para o nosso trabalho, mas para cada organização envolvida, para os profissionais e para os acadêmicos que serão parte significante nesse processo de construção e troca de conhecimento, sobretudo, para a formação de cada um”, disse Godinho.

A tendência é que as pesquisas promovidas pela UFPR/Ipie contemplem todo o território nacional. Em Santa Catarina a Udesc passa a ser um importante braço do Instituto Inteligência Esportiva nesse trabalho.


Quer ser o primeiro a saber das notícias de Jaraguá do Sul e Região?CLIQUE AQUIe receba diretono seu WhatsApp! 

Matérias Relacionadas

Esportes

Rayssa Leal dispensa festa na chegada ao Brasil

Skatista de 13 anos fez história conquistando prata na Olimpíada
Esportes

Provas olímpicas de atletismo iniciam no fim de semana

As provas da modalidade iniciam no dia 30 e, no dia 31, às 21h30, horário de Brasília, é a vez da representante de Jaraguá do Sul, Simone Ponte Ferraz, na semifinal dos 3.000 metros com obstáculos
Provas olímpicas de atletismo iniciam no fim de semana
Esportes

Olimpíada: Fernando Scheffer fatura bronze na natação

Nadador gaúcho fica em terceiro nos 200 metros livre
Olimpíada: Fernando Scheffer fatura bronze na natação
Esportes

Juventus vence o Aimoré e conquista a primeira vitória fora de casa na temporada

Com o resultado, o time jaraguaense segue no G-4 do Grupo A8, ocupando a quarta colocação, agora com 11 pontos
Juventus vence o Aimoré e conquista a primeira vitória fora de casa na temporada
Ver mais de Esportes