ESPORTE

Em Belo Horizonte, Cruzeiro perde para a Chapecoense e vê a má fase aumentar

26 Mai 2019 - 22h29

As promessas feitas pelos jogadores ao longo de toda a semana ficaram apenas no discurso. Em mais uma atuação ruim, o Cruzeiro chegou ao quinto jogo sem vitória na temporada ao perder para a Chapecoense por 2 a 1, neste domingo, no estádio Independência, em Belo Horizonte, pela sexta rodada do Campeonato Brasileiro.

Essa foi a terceira derrota seguida do Cruzeiro na competição - além de um empate contra o Fluminense (1 a 1), na Copa do Brasil, e de outra derrota para o Emelec (2 a 1), na Copa Libertadores. Por outro lado, a Chapecoense reencontrou o caminho das vitórias após quatro jogos.

O tropeço deixa o Cruzeiro na beira da zona de rebaixamento, em 16.º lugar com seis pontos, um a mais que o Grêmio. Já a Chapecoense pegou o elevador e subiu para o 12.º lugar ao somar o seu sétimo ponto. O jogo não aconteceu no estádio do Mineirão porque o seu gramado está sendo trocado para a disputa da Copa América.

Pressionado por conta dos recentes resultados, o Cruzeiro adotou uma postura mais ofensiva do que o comum, mas só conseguia chegar com certo perigo ao gol adversário em cruzamentos. A primeira grande chance, porém, foi criada pela Chapecoense aos 12 minutos. Rildo tabelou com Everaldo e ficou na cara do goleiro Fábio, que ainda conseguiu desviar. A bola acertou a trave e ficou com a zaga cruzeirense.

Depois disso, o jogo ficou morno com o time mineiro tendo mais posse de bola, mas não conseguindo criar.
A torcida celeste já dava os primeiros sinais de insatisfação. Aos 28 minutos, Thiago Neves cobrou falta e Dedé cabeceou por cima.

Nitidamente nervoso em campo, o Cruzeiro não acertava o último passe. O jeito foi arriscar de longe. Thiago Neves soltou a bomba de fora da área e a bola passou perto do gol. Aos 42 minutos, o camisa 10 cobrou falta e tirou tinta da trave direita do goleiro Tiepo. Esse foi o último lance de perigo do primeiro tempo e, como já esperado, os jogadores celestes deixaram o gramado debaixo de vaias.

Na volta do intervalo, o técnico Mano Menezes tirou Rodriguinho, que mais uma vez não fazia uma boa partida, e colocou Pedro Rocha. No entanto, foi a Chapecoense que assustou pela primeira vez. Everaldo recebeu livre na entrada da área e bateu para defesa de Fábio. A resposta veio no lance seguinte. Fred finalizou na trave e o rebote sobrou para Robinho, que só não marcou porque o zagueiro Gum tirou em cima da linha.

O que já estava ruim ficou ainda pior aos sete minutos, quando a Chapecoense abriu o placar. Elicarlos finalizou rasteiro, Fábio falhou e soltou a bola nos pés de Rildo, que passou pelo goleiro e marcou. Na sequência, Pedro Rocha chutou e Tiepo mandou para escanteio.

Aos 11 minutos saiu o empate. Thiago Neves recebeu de Robinho e, de fora da área, mandou uma bomba no ângulo. A virada por pouco não saiu aos 18, quando Robinho entrou na área e cruzou para o meia, que pegou errado e mandou para fora. Depois foi a vez de Robinho perder boa oportunidade. A Chapecoense não conseguia ficar com a bola nos pés e era encurralada pelo Cruzeiro.

No entanto, a casa celeste desabou aos 39 minutos, quando Diego Torres aproveitou dividida entre Aylon e Dedé para cabecear no cantinho de Fábio, aumentando a revolta dos torcedores.

Os dois times vão ter a semana livre antes de entrarem em campo no domingo pela sétima rodada do Brasileirão. O Cruzeiro enfrenta o São Paulo, às 16 horas, no estádio do Pacaembu, em São Paulo, enquanto que a Chapecoense recebe o Palmeiras, no mesmo horário, na Arena Condá, em Chapecó (SC).

FICHA TÉCNICA

CRUZEIRO 1 x 2 CHAPECOENSE

CRUZEIRO - Fábio; Lucas Romero, Léo, Dedé e Egídio; Henrique, Robinho, Rodriguinho (Pedro Rocha), Thiago Neves (Deivid) e Marquinhos Gabriel (Lucas Silva); Fred. Técnico: Mano Menezes.

CHAPECOENSE - Tiepo; Caíque Sá (Bryan), Gum, Douglas e Bruno Pacheco; Elicarlos, Márcio Araújo e Gustavo Campanharo (Diego Torres); Rildo (Aylon), Everaldo e Arthur Gomes. Técnico: Ney Franco.

GOLS - Rildo, aos 7, Thiago Neves, aos 11, e Diego Torres, aos 39 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS - Dedé (Cruzeiro); Bryan, Bruno Pacheco e Rildo (Chapecoense).

ÁRBITRO - Dewson Fernando Freitas da Silva (Fifa/PA).

RENDA E PÚBLICO - Não disponíveis.

LOCAL - Estádio Independência, em Belo Horizonte (MG).

Matérias Relacionadas

Esportes

Caixa notifica Corinthians para pagamento de dívida do Itaquerão

Clube diz que atitude foi gesto intempestivo e que deve recorrer
Caixa notifica Corinthians para pagamento de dívida do Itaquerão
Esportes

Atletas seguem para a Olesc, em Videira

A competição, que iniciou na quinta-feira (12), e prossegue até 21 de setembro, deve reunir três mil atletas de 15 modalidades
Atletas seguem para a Olesc, em Videira
Esportes

Troféu do Campeonato Catarinense Série C homenageia ex-presidente do Juventus

Meldola ficou à frente do clube entre 2016 e 2018, ano em que veio a falecer, vítima de um câncer de pulmão
Troféu do Campeonato Catarinense Série C homenageia ex-presidente do Juventus
Esportes

Atletas de Guaramirim participam do Campeonato Regional de Judô

Competição ocorreu no domingo (8) em Joinville
Atletas de Guaramirim participam do Campeonato Regional de Judô
Ver mais de Esportes